Liderança é fundamental para conseguir obter ganhos para determinados grupos. Líderes regem desde pequenos grupos até servir para condução de ações que envolvem as nações e, até mesmo, o planeta.

Em contrapartida, a falta de liderança acaba trazendo prejuízos para esses mesmos grupos sociais.

Liderança não está relacionada a cargos ou posições hierárquicas, mas sim a características complexas naturais ou que podem ser desenvolvidas e melhoradas para que os resultados alcançados sejam os melhores possíveis.

Tais afirmações também são aplicadas ao mundo corporativo e vem sendo cada vez mais avaliada nas empresas com objetivo de melhorar os resultados das empresas.

Existem diversos tipos de liderança e algumas ferramentas para líderes que podem auxiliar a fortalecer ou melhorar esses tipos, trazendo benefícios tanto para os líderes quanto para suas equipes e empresas.

Vamos abordar diversos aspectos relacionados aos tipos de liderança e as ferramentas para líderes, visando possibilitar condições de melhorar o perfil de líderes para influenciar equipes e alcançar os melhores resultados para as empresas.

Quais os tipos de lideranças

Liderança é um fator que pode definir o sucesso ou fracasso de um empreendimento ou mesmo de uma iniciativa em qualquer área do convívio social.

Liderança pode ser uma característica pessoal intrínseca a forma como a pessoa se enquadra junto aos grupos ou pode ser desenvolvida e aperfeiçoada para que possa conseguir os melhores resultados possíveis.

Nos dias atuais, há uma forte tendência e que se relaciona à sobrevivência de empresas e grupos sociais organizados, de buscar lideranças que os representem e sejam mais próximas às necessidades de resultados esperados no exercício de seus líderes.

Na era da informação, a necessidade, cada vez maior, de transparência, essas expetativas tornam-se cada vez maiores e líderes que não praticarem uma boa liderança, certamente estarão destinados a fracassar em seus comandos e, consequentemente, resultados esperados.

Dessa maneira, praticar liderança, de maneira moderna e seguindo princípios éticos, será a diferença entre alcançar ou não o sucesso do líder e de seus liderados e empresas.

A extrema competitividade do mercado, seja na concorrência ou quanto aos consumidores e as demandas por qualidade de informações e resultados estão exigindo das lideranças um maior poder de agregar e buscar resultados cada vez melhores e com mais rapidez, então mais do que nunca o papel de líderes inspiradores ficou com maior destaque e valorização.

Existem diversos tipos de liderança que exigem variadas ferramentas para líderes exercerem seus papéis de maneira mais eficiente e motivadora possível.

Iremos abordar cinco tipos de liderança:

  • Autocrática;
  • Democrática;
  • Liberal;
  • Situacional.

As ferramentas para líderes que estão disponíveis para exercer a melhor liderança, auxiliando em suas missões e permitindo que se aproveite todas as possibilidades de alcançar os melhores resultados possíveis.

Lideranças são fascinantes sempre pois permitem formar outros líderes, como resultado de determinarem as formas como agem e se tronam inspiradoras para quem as seguem.

Mas há certos tipos de lideranças que podem influenciar de forma negativa um grupo e representarem riscos de formar outros líderes que não consigam agregar o grupo de forma positiva e assim atingirem os melhores resultados, tanto de relacionamentos como de alcançar o sucesso pessoal e coletivo.

Esses tipos de lideranças terrão de utilizar métodos de desenvolvimento de melhorias e ferramentas para líderes que possam auxiliar a mudar suas maneiras de liderar para que possam se manter como líderes de importância para atingir os melhores resultados através do estímulo e dedicação de seus liderados.

Deve ser considerado que um bom líder inspira as pessoas e consegue motivá-las a superar desafios de maneira natural, sem sofrimentos ou angústias, sendo um fator determinante de retenção de talentos nas empresas e um diferencial para obter um ambiente corporativo de relacionamentos mais saudáveis e com alta performance.

Liderança autocrática

Entre os tipos de liderança essa talvez seja a que menos é inspiradora.

Uma liderança autocrática se caracteriza pela centralização de controle de decisões em sua responsabilidade.

Esse é um dos tipos de liderança que exigem maior cuidado pelas empresas e aplicação mais intensa de ferramentas para líderes que possam alterar essa característica, é aconselhável, pois com tipos de liderança com  esse perfil certamente as equipes não se sentirão motivadas e com confiança em participar dos  modelos de condução dos negócios, sendo bastante provável que os índices de rotatividade das equipes se apresente cada vez maior.

A liderança autocrática dificilmente solicita ou considera as sugestões das equipes, fazendo com que suas opiniões prevalecem, até porque não ocorre uma possibilidade de ouvir sugestões de terceiros.

Essa realmente não é uma característica que possa trazer benefícios ao grupo ou a obter melhores resultados, utilizando todo o potencial das equipes e quando isso ocorre certamente os ganhos são inferiores aos que poderiam ter sido obtidos se existisse uma liderança participativa e mais empática.

Esses líderes baseiam suas decisões em crenças e opiniões pessoais e quase sempre sem considerar uma análise mais aprofundada que permita compreender e desenvolver o conhecimento para uma visão mais ampla e atualizada daquela situação que requer uma decisão.

Assim, é como se estivesse usando uma mesma conclusão para modelos diversificados e complexos, impedindo assim que suas decisões sejam as mais acertadas e que os resultados obtidos sejam os mais adequados e melhores possíveis.

Um dos tipos de liderança onde a característica é a de controle total, sendo muito próximo e podendo ser confundido com um modelo autoritário de liderança.

As características mais destacadas de uma liderança autocrática são:

  • Centralização de decisões;
  • Falta de participação das equipes;
  • Impossibilidade das equipes exercerem a criatividade e inovação;
  • Falta de delegação de tarefas mais importantes;
  • Não formação de sucessores;
  • Menor sentimento de pertencimento por parte da equipe;
  • Centralização dos resultados obtidos.

Importante destacar que uma liderança autocrática, mas não autoritária, pode ser interessante a determinadas situações em que se exija uma liderança mais forte em termos de centralização de resultados e onde as atividades não requeiram tarefas com maior apelo intelectual para interpretação e sugestões de modelos e obtenção de resultados, dessa forma esse é um dos tipos de liderança que podem ser bem vindos em áreas com características de maior execução que de interpretação e melhorias.

Liderança democrática

A liderança democrática incentiva a participação de todos os colaboradores nos processos e decisões a serem tomadas.

É o tipo de liderança onde a parceria é o ponto principal de sua visão, permitindo que ocorra um compromisso de toda a equipe para obter os melhores resultados e possa representar uma decisão compartilhada transmitindo assim mais responsabilidade e maior contribuição para alcançar o sucesso de todos.

A visão desse tipo de liderança é a de levar o conceito de equipe a prática real, com transparência e participação efetiva do grupo, dividindo os méritos e contribuindo com as críticas de maneira construtiva, visando a melhoria contínua.

A liderança democrática é exercida através da divisão de tarefas e responsabilidades, com delegação bastante intensa e integração acessível a todos os níveis da equipe e da organização.

Esse tipo de atuação permite que a equipe se destaque e consiga reconhecer no líder um elemento que permite a maior visibilidade de talentos e a possibilidade de desenvolvimentos pessoais e profissionais.

É uma liderança orientadora e que prioriza a parceria e a responsabilidade em obter resultados e no cumprimento de prazos e metas, melhorando a produtividade e o ambiente de trabalho.

O líder democrático conhece bem o potencial de sua equipe e tem um adequado mapeamento de talentos para que possa delegar atribuições sem riscos e de forma perversa, o que poderia gerar resultados não esperados e ou inadequados, causando inclusive frustrações na própria equipe.

São características de destaque para o líder democrático:

  • Promover uma administração participativa;
  • Incentiva com frequência suas equipes a opinar;
  • Privilegia a boa comunicação e transparência;
  • Encoraja e ajuda a tomar decisões de grupo;
  • Prioriza o diálogo;
  • Direciona atenção a críticas e sugestões;
  • Deixa a direção do trabalho à escolha do grupo;
  • Conhece profundamente o potencial e talentos de sua equipe.

Esse é um dos tipos de liderança exercida por pessoas que utilizam características pessoais marcantes que privilegiam o grupo dando autonomia e dividindo responsabilidades, críticas e incentivos de maneira igualitária e transparente.

É uma Liderança que usa e se aprimora em ferramentas para líderes modernos e participativos com foco em atingir os melhores resultados com a participação e reconhecimento de todos.

Essa liderança proporciona maior retenção de talentos por propiciar um ambiente mais interativo e transparente nos relacionamentos com suas equipes e reconhecer suas virtudes e necessidades de desenvolvimentos profissionais e pessoais.

Liderança liberal

A liderança liberal é um dos tipos de liderança que se desenvolveu mais recentemente nas empresas e que compartilham característica de uma liderança democrática com práticas mais livres de autonomia da sua equipe, sendo concedida maior liberdade na atuação de cada liderado a fim de atingir os resultados definidos em suas metas.

Essa é uma liderança que atua sobre as mais modernas ferramentas para líderes no sentido da obtenção de resultados cada vez maiores, explorando todo o potencial e competências de seus colaboradores.

Tendo uma visão ética na condução das atividades e busca de resultados, a liderança liberal procura incentivar a total independência de atuação da equipe para que possam demonstrar e exercer seus potenciais em sua totalidade, retornando com melhores resultados em suas tarefas.

Não existe influência direta desse tipo de líder que prioriza a liberdade e o autodesenvolvimento para a melhoria contínua pessoal e profissional.

Funciona como um facilitador para alcançar os objetivos traçados e serve como o orientador e direcionador de atuações com a disponibilização de informações que possam auxiliar e estimular a ação de colaboradores e equipes.

Seus princípios são baseados na liberdade responsável em permitir executar e concluir suas atividades e decisões em interferir e disponibilizando todo o apoio necessário para atingir os objetivos que se estabeleceu para a equipe, acreditando no potencial do grupo e na sua qualificação em atingir as metas.

Essa liderança, ao dar autonomia as equipes, acaba garantindo mais responsabilidades e valorização para se superarem e baterem seus desafios através de seus conhecimentos e buscas de soluções inovadoras e comprometidas com as suas lideranças.

Podemos destacar algumas características principais de uma liderança liberal:

  • Liberdade de participação no desenvolvimento de atividades e decisões;
  • Menor interferência nos processos;
  • Prioriza a motivação das equipes;
  • Identifica os potenciais e necessidades de melhorias nas equipes;
  • Mapeia os talentos;
  • Atua como facilitador nas decisões;
  • Assume a responsabilidade das decisões tomadas.

Uma liderança liberal demonstra total confiança no potencial de sua equipe e trabalha com total delegação de autonomia na condução das rotinas, priorizando a melhoria de relacionamentos interpessoais e total integração entre as pessoas.

Essa liderança deve possuir conhecimentos suficientes para transmitir a segurança necessária na equipe e poder indicar as melhores alternativas em casos de dúvidas ou consultas sobre os processos e decisões a serem tomadas.

Importante manter uma atitude receptiva para toda a equipe e que possa deixar claro a sua isenção de tratamentos igualitários para todos.

Liderança situacional

Um dos tipos de liderança que vem ganhando destaque em função de possibilitar superar momentos de crises internas e externas nas empresas.

Um líder situacional possui habilidades e desenvolve ferramentas para líderes que conseguem administrar mudanças constantes, momentos de crises, situações complexas e conflitos com mais preparo e direcionamento nas buscas de soluções adequadas a cada situação.

Essa liderança objetiva uma atuação em variáveis constantes de necessidades de liderar equipes e situações q eu envolvem características de diversos tipos de lideranças e que devem ser utilizadas em cada momento específico para a melhoria de relacionamentos e que contribuem para todo o ambiente de negócios.

Esse líder é bastante demandando em empresas que possuem variáveis de atuação e constantes adaptações de negócios, pois exige um perfil totalmente adaptável a cada momento específico.

É uma liderança de alta performance e que usa diversos conhecimentos de motivação e liderança para alcançar os resultados em cenários mais complexos e dinâmicos.

Priorizando a gestão por competências consegue atribuir tarefas e poder de decidir, conforme o mapeamento que possui em relação a sua equipe e assim pode conseguir obter os melhores resultados usando todo o potencial de sua equipe, sem trazer insatisfações e desmotivação para seu grupo de colaboradores.

As principais características de um líder situacional são:

  • Constante capacidade de adaptação a diversos cenários;
  • Forte característica de orientação e direcionamento para atingir as metas;
  • Delegação constante;
  • Cobrança de resultados;
  • Identificação de capacidades para realizar as atividades pelas equipes.
  • Permanente atualização de conhecimentos e competências de liderança;
  • Foco e obstinação em resultados.

De um líder situacional é exigido que possua maturidade profissional e um diferencial em relação a criar condições de trabalhar em ambientes diversos de maneira constante.

Com um modelo mental de conseguir se adaptar a modelos e situações diversas tem de possuir uma ação mental inovadora que permita criar e desenvolver o melhor ambiente de negócios possível para atingir os resultados desejados, privilegiando a produtividade e agilidade nas decisões.

Importante para exercer essa liderança é contar com um bom processo de coaching que possa estabelecer as orientações mais adequadas a seu desenvolvimento constante e poder dar o retorno esperado em qualquer situação e nos mais diversos cenários que se apresentem.

Com esse tipo de consultoria certamente os resultados obtidos serão efetivamente garantidos sempre e assim o líder será valorizado e a empresa conseguirá obter os lucros desejados, sendo importante para todos.

Liderança Coach

Entre os tipos de liderança aquela que possui a denominação Coach é a que mais utiliza as ferramentas para líderes baseada em uma orientação profissional mais direta e constante.

Ela é obtida através de assessoria de um coaching profissional que possibilita desenvolver um conhecimento mais aprofundado e independente de todas as ferramentas para líderes bem-sucedidos e que podem trazer resultados efetivos para o profissional e sua empresa.

Uma assessoria coaching busca o constante aprimoramento do líder promovendo a divulgação de diversas técnicas e ferramentas para líderes que permitem dar uma nova experiência de domínio e liderança sobre processos e pessoas, obtendo maior integração e melhoria de resultados.

Esse tipo de assessoria permite desenvolver o potencial pessoal e trazer melhores resultados em termos pessoais para que a convivência social de um líder possa ser desenvolvida em aspectos positivos aos seus relacionamentos e ampliação de sua rede de relacionamentos.

Na liderança coach a gestão é realizada através do exemplo que permite aa seus colaboradores se espelhar em sua conduta, sendo o modelo que inspira e motiva a equipe cotidianamente e conquista os melhores resultados e parcerias para obter o cumprimento e superação das metas existentes.

Um líder coach sempre utiliza o conhecimento adquirido para atender às demandas corporativas da melhor maneira e da forma mais eficiente possível, evitando custos com retrabalhos ou atividades não produtivas para atingir os resultados com maior segurança.

É um líder que estimula o crescimento da equipe e investe na qualificação de todos para que possa trazer benefícios para a organização e o desenvolvimento pessoal mais uniforme, permitindo assim criar um quadro de colaboradores totalmente participativo e independente com mais produtividade.

As características mais destacadas de uma liderança coach são:

  • Promover melhorias em processos;
  • Saber ouvir e processar essas informações;
  • Ser exemplo para a equipe;
  • Desenvolver o autoconhecimento;
  • Estimular a superação de dificuldades;
  • Dar feedback assertivos;
  • Se dedicar na solução de problemas.

Uma liderança coach está sempre pronta a estimular a equipe em momentos de pressão para cumprimento de metas, disponibilizando meios que possam auxiliar a solução de problemas e a conclusão adequada das demandas que surjam.

Sua visão é de possibilitar o crescimento e o aprendizado de seus liderados, desenvolver o conhecimento sobre o comportamento humano, ter visão sistêmica dos processos e investir em qualificação pessoal e da equipe de maneira contínua.

Treinamentos para lideranças

Todos os tipos de liderança devem se qualificar sempre mais para poderem exercer suas atividades com maior assertividade e retorno.

Os treinamentos para lideranças podem ser considerados excelentes investimentos que as empresas realizam com vistas a aumentar a competitividade e a busca por resultados sempre melhores.

Qualificar os diversos níveis de um a organização é algo desejável pois permite que a empresa se modernize e fortaleça seus processos com muito mais eficiência.

Treinamentos desenvolvem e apresentam novas ferramentas para líderes e colaboradores, que permitem manter uma equipe qualificada e auxilia na retenção de talentos.

Investir em treinamentos para lideranças permite ainda desenvolver aptidões nos gestores que poderiam estar ocultas e assim permitir que a empresa mapeie novos perfis de líderes que possam ser utilizados em negócios inovadores ou para alocar líderes em novas responsabilidades com maior produtividade.

Treinamentos para lideranças desenvolvem competências e habilidades, além de definirem planos de ações para a melhoria de suas capacitações.

Os treinamentos podem ser realizados através de aulas, atividades e até mesmo palestras motivacionais ou de transmissão de novos conhecimentos para que os lideres de uma empresa possam ser fortalecidos em termos de novas visões e qualificação pessoal e profissional, com retorno assegurado para a empresa.

Existem diversos benefícios com treinamentos para lideranças nas empresas, podemos citar os seguintes:

  • Melhoria na qualificação profissional;
  • Melhora a comunicação;
  • Aumenta a produtividade do líder e sua equipe;
  • Na retenção de talentos;
  • Tomadas de atitudes na solução de problemas;
  • Melhoria de performance.

Treinamentos fornecem as necessárias ferramentas para líderes poderem se tornar mais eficiente na condução das equipes e na busca de resultados para a organização.

Gamificação

Muito utilizada em atividades de lazer e diversão os princípios aplicados aos games surgiu como uma excelente forma de motivação organizacional em treinamentos e desenvolvimento de equipes nas empresas.

A gamificação passou a ser usadas por todos os tipos de liderança de maneira estratégica para obter a melhor participação possível em seus desenvolvimentos, atuando com muita eficácia em comprometer os colaboradores em melhorar conhecimento e desenvolver aptidões de maneira suave e natural.

Essa é uma das excelentes ferramentas para líderes motivarem pessoas e fazerem com que participem mais ativamente de melhorias contínuas.

Embora esse método tenha se tornado mais aplicado à área de educação, empresas vem utilizando em projetos de treinamentos corporativos com ganhos em seus resultados.

Seu objetivo é auxiliar na solução de problemas usando técnicas de jogos virtuais, mas também tradicionais, que consigam reter o conhecimento nas equipes e possam ajudar em reais apresentados cotidianamente.

A gamificação apresenta resultados concretos para as empresas, tais como:

  • Melhoria da absorção de conhecimento;
  • Desenvolve a criatividade para soluções de problemas complexos;
  • Transmite segurança e autonomia a equipe;
  • Desperta o interesse em participar por parte dos colaboradores;
  • Melhora o senso crítico;
  • Estimula a competição saudável;
  • Aproxima as pessoas na busca de soluções;
  • Promove a socialização.

Treinamento on-line

Os treinamentos convencionais vêm perdendo espaço para aqueles realizados de forma on-line e que disponibilizam os acessos através de dispositivos móveis, facilitando sobremaneira o acesso e acompanhamento das aulas.

Essa é uma das ferramentas para líderes aplicarem em suas equipes e que podem auxiliar sobremaneira a obtenção de melhoria de seus colaboradores com uma participação flexível e mais garantida, sem influir nas rotinas de trabalho normais.

Para os modernos tipos de liderança é importante poder contar com a maior variedade de auxílio em ferramentas para líderes desenvolverem seus liderados e que possam efetivamente trazer melhorias para toda a organização e esse é um dos papéis de um treinamento on-line.

Os treinamentos on-line além de facilitarem o acesso ao conhecimento e desenvolvimento das pessoas, possuem outros benefícios que podemos citar a seguir:

  • Amplia a divulgação do conhecimento de maneira mais assertiva e completa, auxiliando na aplicação do aprendizado na rotina dos colaboradores;
  • Aumento da participação dos alunos;
  • Privilegia a retenção do conhecimento;
  • Atua na retenção de talentos;
  • Aumenta a produtividade;
  • Menor custo de preparação e transmissão de informações.

Programas de mentoria

A mentoria se tornou uma das mais eficientes ferramentas para líderes, sendo um conceito recente de aprimoramento do conhecimento dos diversos tipos de liderança.

A mentoria atua no desenvolvimento profissional e humano dos líderes, e funciona através de um acompanhamento através de um profissional com grande experiência orienta e compartilha suas vivências, aprendizados e experiências para a melhoria contínua do desenvolvimento de profissionais mais jovens e menos experientes.

O mentor é a designação dada ao profissional experiente que auxilia os profissionais a conseguirem superar seus desafios e objetivos em suas vidas pessoais e profissionais, tudo conduzido através da troca de experiências e esclarecimentos de dúvidas.

Esse processo permite a uma reflexão da pessoa que está se submetendo a mentoria que visa rever a sua trajetória profissional e encaminhar seus projetos com menores riscos.

O mentor em conjunto com o mentorado estipulam ações a serem desenvolvidas para que os objetivos sejam alcançados com maior segurança.

Esse processo vem sendo adotado nas próprias empresas como política de recursos humanos para viabilizar a melhoria de resultados e cumprimento de metas.

Um processo de mentoria de qualidade realizado nas organizações visa obter os seguintes benefícios:

  • Retenção e desenvolvimento de talentos;
  • Compreensão adequada da missão, cultura e gestão da organização;
  • Fortalecer as relações entre liderança e liderado;
  • Desenvolver novos líderes e sucessores;
  • Criar ambiente propício a educação continuada através de uma liderança orientadora.

É um processo com baixo investimento e retorno assegurado.

Coaching empresarial

Qualquer dos tipos de liderança precisam de aprimoramento e conhecimento contínuo para exercerem com maior resultado os seus papéis numa organização.

Os treinamentos e assessorias são exemplos de ferramentas para líderes se desenvolverem e quando falamos de lideranças devemos entender e incluir também os integrantes das diretorias e a própria presidência da empresa.

O coaching empresarial auxilia a alta administração da empresa a gerenciar e atingir seus objetivos, fornecendo técnicas e métodos que possam viabilizar com sucesso esses objetivos.

Esse método de desenvolvimento permite aumentar a autoconfiança, visão de negócios, estratégias de liderança e gestão, auxiliando nas tomadas de decisão com mais assertividade.

Abrange etapas com prazos específicos, em sessões semanais, quinzenais ou mensais, sendo exercido por profissional denominado coach para melhorar o desempenho do líder.

Entre os benefícios alcançados por um coaching estão:

  • Aumentar a visão empresarial, humana e de mercado;
  • Destacar as competências e habilidades nos diversos níveis;
  • Eliminar comportamentos e crenças negativos, limitantes do seu sucesso;
  • Efetuar o alinhamento das metas pessoais aos objetivos da empresa;
  • Transformar as estratégias do negócio mais produtivas e assertivas;
  • Melhorar a comunicação e o relacionamento interpessoalcom a equipe;
  • Promover as mudanças necessárias para tornar a empresa mais assertiva.

Grupos de estudo ou grupos focais

As empresas definem como parte de políticas de recursos humanos, o incentivo a formação de grupos para a análise e solução de problemas, visando garantir os melhores fluxos e processos, a melhoria contínua e qualidade de seus produtos e serviços.

Além disso, o foco é auxiliar os diversos tipos de liderança a exercer suas atividades fornecendo ferramentas para líderes atuarem de maneira mais eficiente e assertiva.

Dentre esses métodos vamos destacar os grupos de estudo e os grupos focais.

Ambos são constituídos de lideranças da empresa e ou líderes e colaboradores e tem por objetivo estudar, analisar e concluir com soluções para os casos que se encontram sob avaliação.

Para conseguir realizar esses estudos são estabelecidos os grupos com focos específicos e direcionados ao tipo de avaliação, detalhamento e soluções apresentadas.

  • Grupos de estudo, são aqueles que se apresentam com objetivo de traçar estratégias ou avaliações gerenciais para investimentos ou análises de negócios que possam vir a ser implantados.

São considerados em nível estratégico e servem para o compartilhamento de informações e avaliações detalhadas sobre fatores de riscos ou condições apropriadas para a continuidade de determinado projeto;

  • Grupos focais estão relacionados a reuniões de líderes e colaboradores com objetivo de avaliar e resolver situações operacionais mais específicas e que tem de ser tratadas com base em fatos e dados e experiência de pessoal que trabalha diretamente com os processos.

Podem se considerados como grupos de melhoria contínua e propostas de soluções de problemas e ajustes de processos.

Cursos de reciclagem

Investir em educação é uma decisão acertada em qualquer projeto de vida e isso também vale para as empresas que investem nos diversos tipos de liderança existentes.

A educação continuada permite a reciclagem em assuntos diversos e que são atualizados constantemente, isso permite que sejam introduzidos novos métodos de trabalho e ferramentas para líderes poderem executar suas lideranças com maior autoridade adquirida pelo conhecimento constante e atualizado.

Empresas competitivas e de destaque no mercado investem maciçamente em treinamentos corporativos e isso inclui os cursos de reciclagem.

Essa forma de treinamento permite que os profissionais se mantenham habilitados a encontrar soluções inovadoras e que podem fazer a diferença num processo contínuo de inovação das empresas.

A reciclagem deve ser realizada por qualquer pessoa para que possa se manter atualizada sobre os aspectos relacionados a sua inserção social em tempos que exigem mais conhecimento e no caso específico do ambiente corporativo a importância é maior devido a necessidade de aprimoramento constante e as mudanças crescentes na forma de administrar e liderar pessoas e processos.

Um trabalho importante do RH das empresas é o de identificação de necessidades de desenvolvimento das equipes e líderes para que possa elaborar e propor um programa de treinamento e reciclagem adequado a atender as necessidades da organização.

Cursos de reciclagem são considerados de educação contínua e representam os seguintes benefícios para o negócio:

  • Retenção de pessoal;
  • Melhorar a qualificação das equipes;
  • Amplia a visão de mercado;
  • Melhora os resultados;
  • Melhoria do clima organizacional;
  • Eleva a autoestima;
  • Sentimento de pertencimento e de respeito pelo profissional.

Cursos de reciclagem assim como todo treinamento promovido pelas empresas podem ser considerados como benefícios diretos de remuneração dos colaboradores, que irão agregar conhecimento contínuo para suas vidas e se manterem competitivos no mercado de trabalho tão exigente nos dias atuais.

Workshops

Uma das ferramentas para líderes poderem transmitir conhecimento e motivar suas equipes é o workshop.

Essa é uma iniciativa realizada por vários tipos de liderança que visam integrar e manter a equipe motivada e participativa.

Muitas pessoas devem entender que cursos e workshops são a mesma coisa, porém existem especificidades de cada modelo, as quais listamos as principais:

  • Cursos
  • Tem duração maior;
  • Maior abordagem teórica;
  • São elaboradas palestras e atividades para consolidar o aprendizado.
  • Workshops
  • Compartilha conhecimentos;
  • Direciona o objetivo de reflexão;
  • Fornece material de apoio ou caminhos para aprofundamento do tema abordado;
  • Possibilita a formação de network.

O workshop pode ser classificado como uma oficina de aprendizado através da troca de informações e experiências, sendo conduzido por um  palestrante ou instrutor.

O workshop permite:

  • Consolidar conhecimentos sobre determinada área ou tema;
  • Ter contato com novas ferramentas;
  • Desenvolver competências;
  • De curta duração e objetivo;
  • Consolidar o networking;
  • Melhorar a motivação.

Quais as consequências de boa e má liderança

Dentro dos tipos de liderança é possível identificar lideranças de qualidade ou não que relacionam os líderes a exercerem uma boa ou má liderança.

Em ambos os casos nem as ferramentas para líderes conseguem alterar esses perfis, pois no caso da boa liderança elas só permitem elevar o grau de satisfação da equipe e a busca de melhores resultados.

No caso de uma má liderança, o emprego dessas ferramentas pode alterar a forma de condução da equipe, porém os danos provocados podem ser irreversíveis.

Assim é importante se identificar a avaliação das lideranças e atuar para que sejam as melhores possíveis, visando evitar danos para a empresa.

Uma boa liderança consegue extrair o que há de melhor em sua equipe e consegue dar um melhor direcionamento para a busca de resultados, manter um time coeso e com um mesmo objetivo, trata e soluciona conflitos e problemas, garante o comprometimento da equipe, mantem a motivação de seu time e garante deixar um legado de atuação para seu grupo de colaboradores, passando a ser a referência de liderança para suas carreiras.

A má liderança apresenta sérias consequências para o trabalho em equipe de maneira rápida e na maioria das vezes irreversível. As pessoas se desmotivam, não tem uma produtividade adequada, começam a agravar os índices de rotatividade e muitas vezes de absenteísmo, provoca a desunião do grupo e não mantem a coesão como um verdadeiro time, perdendo o foco nos resultados e na satisfação de realizar suas atividades com prazer.

O que a má liderança pode acarretar à empresa

Independente dos tipos de liderança, má liderança sempre causará danos profundos para a empresa e a todos representados pelo não atingimento de metas e obtenção de performances, assim como estarão representados em resultados negativos ao final do exercício.

Existem ferramentas para líderes que podem representar tendências de má liderança e se bem aplicadas e analisadas podem se antecipar a danos maiores e a necessidade de mudanças radicais, muitas vezes que causaram danos de grandes proporções e difícil solução em curto prazo.

O ideal é que as empresas passem a monitorar o ambiente interno de forma detalhada e com levantamentos de fatos e dados para poder elaborar planos de ação de desenvolvimento de líderes.

Essa é uma estratégia adequada e deve ser mantida de forma contínua para poder identificar antecipadamente eventuais desvios existentes.

Mais do que não atingir os resultados estabelecidos podem ocorrer problemas diversos quando a atuação de um líder é ruim, como relacionamos a seguir:

  • Problemas de imagem para a empresa, com a divulgação de comentários negativos da equipe sobre seu líder;
  • Possibilitar a interpretação equivocada por parte da equipe, de que o estilo representa a filosofia de administração da empresa;
  • Aumento de casos de assédios morais e consequentes afastamentos médicos, influenciando diretamente na produtividade;
  • Não cumprimento de metas, afetando os resultados;
  • Clima de tensão e insatisfação na equipe;
  • Percepção de tratamentos inadequados;
  • Decepção com a empresa.

Por essas e outras razões, identificar rapidamente maus líderes é fundamental para atuar em melhorar suas atuações ou efetuar sua realocação a atividades que não sejam de liderança, se for possível.

Manter bons líderes muda o perfil da empresa e traz benefícios concretos para atingir os melhores resultados.

Como mudar a postura para me tornar um bom líder

O apoio do RH das empresas é fundamental para oferecer ferramentas para líderes melhorem seus perfis e ajustarem suas atuações e a mudança de atitudes como líderes inspiradores.

Porém, o maior esforço nessa mudança deve ser conduzido pelo próprio líder e assim identificar seus pontos fracos e a necessidade de desenvolver novas habilidades é decisivo para acelerar a mudança, fazendo líderes melhores.

Todos os tipos de liderança podem ser trabalhadas em suas competências e obtidas melhorias em suas atuações, porém muitas vezes há a necessidade de apoio de terceiros, com o no caso do RH ou profissional de coaching para identificar e trabalhar no aprimoramento do líder.

Começar desenvolvendo o autoconhecimento e aprimorando as lacunas em sua atuação permitem que o líder fortaleça pontos fracos e consolide os fortes, atuando decisivamente para ser um líder melhor.

Existem 10 fatores fundamentais que podem contribuir num processo de melhoria de liderança e que dependem exclusivamente do próprio líder, que são:

  1. Se dedicar a aprimorar seus conhecimentos para se manter mais seguro;
  2. Manter atualização constante;
  3. Dominar os processos;
  4. Desenvolver visão sistêmica e de riscos;
  5. Melhorar a comunicação;
  6. Conhecer sua equipe e expectativas;
  7. Ser transparente;
  8. Delegar funções;
  9. Desenvolver sua inteligência emocional;
  10. Trabalhar para eliminar sua insegurança.

O que boa liderança pode acarretar à empresa

Um bom líder em qualquer dos tipos de liderança irá provocar alcançar resultados cada vez melhores e maior identidade das equipes com a empresa e seu compromisso em atingir as metas estabelecidas.

Um bom líder permite mudar resultados adversos e estabelecer uma empatia com a equipe consolidando a parceria mais adequada para atingir os melhores resultados possíveis.

Um bom líder passa a ser um elemento inspirador e que consegue ter o total comando natural sobre sua equipe.

Usando todo o potencial das ferramentas para líderes disponíveis esse líder consegue reduzir a rotatividade e acaba sendo considerado pela equipe como o diferencial que seus integrantes percebem como o motivador principal para se manterem solidários e comprometidos com o negócio.

Ter bons líderes na empresa permite que as equipes se tornem times coesos e unidos e todas as dificuldades passam a ser superadas com bastante sucesso.

O lucro passa a ser de todos e o ambiente se transforma em um local melhor de convívio e trabalho, sem transtornos e fatores que impeçam o crescimento sempre maior da empresa.

Líderes bons formam sucessores que podem assumir responsabilidades e assim não tem dificuldades em dar continuidade a projetos e resultados para a empresa.

Bons líderes formam bons times que auxiliam a manter a empresa vibrante e lucrativa!

A postura pessoal interfere em boa liderança?

Em qualquer dos tipos de liderança a postura pessoal é o alicerce principal que define os bons líderes.

Uma postura pessoal estabelece o exemplo a ser seguido e com isso consolida a confiança no líder.

Ter uma postura respeitosa, gentil e educada faz toda a diferença em ganhar autoridade e compromisso dos liderados para com seu líder e assim é um fator determinante como exemplo a ser seguido.

Quando se tem uma postura confusa e não exemplar a liderança perde a sua autoridade e passa a ser encarada como uma chefia e não como um  líder inspirador.

Posturas positivas e agregadoras resultam em um ambiente saudável e participativo sem conflitos inadequados e auxiliando a obter os melhores resultados possíveis.

Como deve ser a postura de um líder

A postura de um líder independente dos tipos de liderança deve seguir alguns princípios que favorecem a uma atuação correta e proativa para conseguir os melhores resultados.

Podemos apresentar as seguintes recomendações para uma adequada postura de um líder e que servem como ferramentas para líderes exercerem seu papel de maneira mais natural, são elas:

  • Dar exemplo;
  • Discurso igual a prática;
  • Ser transparente;
  • Transmitir segurança a equipe;
  • Desenvolver habilidades em tratar conflitos;
  • Ser facilitador em solução de problemas;
  • Possui visão sistêmica;
  • Adotar decisões justas e com base em fatos e dados;
  • Procurar atualização constante;
  • Conhecer os processos e riscos;
  • Manter um ambiente saudável;
  • Decidir sempre;
  • Ser ágil em retornar demandas dos colaboradores;
  • Ser agregador e positivo;
  • Ser bom comunicador;
  • Motivar nas pessoas o uso de suas competências;
  • Nunca mentir;
  • Transmitir confiança.

Com tais aptidões principais é possível se tornar uma boa liderança.

Bônus: 10 Técnicas de liderança

Existem técnicas de liderança aplicadas aos diversos tipos de liderança e que passam a ser ferramentas para líderes com bastante eficiência para conseguir atingir os melhores resultados.

Apresentamos a seguir 10 dessas técnicas:

  1. Adotar comunicação franca com a equipe e seus pares;
  2. Possuir visão de futuro;
  3. Ser transparente e verdadeiro;
  4. Trabalhar com fatos e dados;
  5. Incentivar a equipe;
  6. Identificar e desenvolver sucessores;
  7. Adotar processos de feedback;
  8. Desenvolver a habilidade de saber ouvir;
  9. Delegar tarefas e decisões;
  10. Desenvolver competências dos liderados.

Essas técnicas e outras inerentes ao desenvolvimento de bons líderes devem ser perseguidas e adotadas sem limitação para que possa resultar em lideranças que consigam os melhores resultados para os negócios e para os ambientes corporativos.

Considerações finais: tipos de liderança e ferramentas para líderes

Vários tipos de liderança existem nas empresas e na sociedade em geral e as ferramentas para líderes disponíveis no mercado são excelentes formas de melhorar os perfis dessas lideranças e conseguir a melhor produtividade de suas equipes.

Investir em treinamento e assessoria coaching pelas empresas além de treinamento constante é uma excelente forma de manter bons líderes e conseguir uma empresa lucrativa e saudável.

Não apenas pensar em investimento, mas, sobretudo, acompanhar as lideranças: tratam-se das maneiras mais seguras de conseguir garantir excelentes líderes em qualquer organização.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here