Você sabe o que é e como funciona o Programa de afiliados?

O que é o programa de afiliados

Certamente você já ouviu falar ou está procurando saber sobre programa de afiliados.

Nesse artigo vamos esclarecer todos os pontos necessários para tirar suas possíveis dúvidas, a começar por explicar o que é um programa de afiliados.

Trata-se de um sistema que une duas pontas no processo de vendas: um criador ou produtor de conteúdo digital e um vendedor, o afiliado.

Por meio de um sistema que funciona em uma plataforma online gratuita, os produtos do criador/produtor são disponibilizados gerando links para divulgação.

Os links são divulgados por afiliados cadastrados e atrai os consumidores para a aquisição dos produtos disponíveis na plataforma.

Esses links garantem segurança na transação e na entrega das comissões das vendas que são geradas por cada afiliado.

As plataformas oferecem várias funcionalidades para alavancar a performance de vendas dos produtos, facilitando ao máximo para que se venda cada vez mais.

Assim, o sistema de afiliados é elaborado para atender ao interesse tanto de produtores / criadores de conteúdo ou produtos físicos, como de vendedores on line.

O produtor lucra vendendo seus produtos e o afiliado lucra em comissões sobre as vendas que são geradas pelos seus links.

Quanto mais vender melhor para ambos e as plataformas têm o foco de facilitar todo o processo de venda e administração das vendas.

Trata-se de uma forma moderna de empreendimento cada vez mais aderida por pessoas que estão em busca de ganhar dinheiro com independência…

Seja vendendo seus próprios produtos que são criados e disponibilizados nas plataformas ou vendendo produtos de terceiros mediante o recebimento de comissões.

No sistema de afiliados os adeptos podem trabalhar e vender conteúdos de dentro de casa ou de qualquer lugar onde estiverem.

Para isso, basta ter acesso a um notebook, tablet ou celular para fazer as divulgações a partir do acesso à plataforma e aos diversos canais de divulgação pela internet.

E de outro lado, os consumidores também têm acesso amplo e rápido para comprar de onde estiverem, com toda facilidade, bastando que se interessem ao receberem um link do afiliado e cliquem para serem direcionados a compra direta.

Uma das grandes vantagens desse formato de empreendimento é o baixo ou zero custo de investimento.

O empreendedor digital não precisa manter um site próprio, uma estrutura física e nem ter burocracias.

Todas as oportunidades são geradas através da promoção de links que já fazem as indicações dos conteúdos digitais disponibilizados para que os afiliados apenas indiquem e vendam.

Portanto, podemos resumir que o programa de afiliados é um programa de vendas em escala que se tornou realidade a partir da união de interesses de produtores/criadores e afiliados em uma plataforma digital elaborada com foco em vendas e administração de vendas e comissões.

Como surgiu o marketing de afiliados

Com o avanço da internet e o amplo acesso à comunicação somados ao desenvolvimento das tecnologias, tornou-se muito comum a busca por estratégias que engajassem o consumidor.

Buscando assim, ampliar acesso a produtos e serviços por meio das redes, facilitando e estreitando a distância entre aqueles que desejam vender e aqueles que desejam comprar.

Novas profissões também surgiram neste cenário, dentre elas as de produtores digitais e afiliados, que são, basicamente os profissionais que compõem um programa de afiliados.

O primeiro (produtor) produzindo conteúdo e disponibilizando em plataforma de vendas e outro (afiliado) vendendo por meio de divulgação de links.

O programa de afiliados é fruto dessa busca por aproximar quem produz e precisa vender de quem quer apenas vender e ser comissionado.

A ideia desse tipo de sistema é que todos saiam ganhando, quem produz conteúdo digital, quem vende e também quem compra, porque este o faz de forma rápida e acessível.

Com um ou dois cliques o consumidor já tem acesso a diversos tipos de conteúdos prontos para serem consumidos, o que para o perfil do consumidor atual é uma enorme vantagem.

As pessoas hoje estão cada vez mais apressadas e a oportunidade de comprar e consumir algo sem precisar sair de casa ou enfrentar longos diálogos com vendedores, filas de espera em caixas, tudo isso tem sido muito valorizado nas relações de consumo.

Da mesma forma muitas pessoas estão cansadas dos trabalhos convencionais, ou mesmo enfrentando dificuldade de encontrar uma estabilidade no mercado de trabalho e enxergaram no sistema de afiliados uma boa oportunidade.

Afinal, o sistema possibilita obter renda trabalhando com autonomia, sem precisar investir nada, ou quase nada, seja produzindo conteúdo ou vendendo-os com a facilidade da era digital.

Tudo isso do seu próprio sofá de casa ou mesmo da varanda na praia…

É o sonho de muita gente!

Em um cenário de crises econômicas globais, o sistema de afiliados acolhe também àqueles que estão sem capital nenhum e precisam começar algo para alavancar uma profissão ou um negócio.

O sistema dispensa a aquisição de bens ou serviços, basta ter um computador, aparelho de celular ou tablet que possibilite o acesso à plataforma e aos canais de divulgação e já é possível divulgar os links e começar a obter uma renda.

Então, conforme a renda aumenta, o empreendedor pode realizar investimentos e melhorar ainda mais o seu faturamento.

Os ganhos e o crescimento podem ser infinitos e só vai depender do trabalho de divulgação bem realizado e da qualidade do que é ofertado para que se obtenha sucesso crescente nas vendas.

O que é um afiliado

O afiliado é o vendedor on line, ou seja, quem trabalha fazendo a indicação dos links de produtos que são criados por terceiros e disponibilizados nas plataformas para venda.

Vale lembrar que, embora seja uma função de venda, o trabalho de um vendedor digital é diferente do convencional, ele pouco tem contato com a ação de venda em si.

O contato com o consumidor é apenas virtual, muitas vezes apenas a indicação de um link em um anúncio da rede social.

Se na venda convencional os vendedores precisam ter estratégias para convencer os clientes, como:

  • Reforçar a imagem da empresa;
  • Reforçar a imagem dos produtos que representam;
  • Obter credibilidade e confiança no mercado;
  • Superar inúmeras objeções para conseguir fechar uma venda;
  • Dentre outras dificuldades.

O afiliado não passa por nada disso, pois as vendas ocorrem quase que automaticamente.

Mas claro que isso não quer dizer que o afiliado não deva construir uma imagem e uma reputação no mercado, afinal de contas isso irá agregar no seu público que – automaticamente – irá comprar através de seus links.

Podemos dizer que os afiliados ou webmasters, como também são conhecidos, são os vendedores da era digital.

Pessoas que usam a internet a seu favor para efetuar vendas com facilidade e obter lucros.

Ele lucra ao divulgar os produtos digitais que são disponibilizados em uma plataforma, como as de cursos de Ensino a Distância – EAD que utilizam bastante o sistema de afiliados, dentre outras plataformas.

Uma destas opções de plataformas é a de produtos físicos que oferecem boas comissões sobre as vendas que são geradas a partir de links.

Isso acontece porque o formato do sistema permite a comercialização de todos os tipos de produtos.

Para ser um afiliado de sucesso é necessário se manter atualizado em relação ao mercado e estar constantemente em busca de melhorar sua performance para vender cada vez mais.

Neste artigo vamos esclarecer o máximo de dúvidas para que você saiba asolutamente tudo o que diz respeito a esse sistema que vem se tornando o queridinho dos empreendedores digitais.

O que é um produtor

O produtor, como o nome já diz, é quem produz algo e disponibiliza para venda nas plataformas digitais, aqui vamos focar mais no conteúdo digital.

Os conteúdos digitais possuem diversos formatos, os mais comuns são:

  • E-books;
  • E-magazines;
  • Guias virtuais;
  • Vídeo aulas;
  • Palestras;
  • Podcasts;
  • Softwares;
  • E aplicativos para smartphones.

E todos estes produtos podem ser elaborados nas mais diferentes áreas do mercado, como:

  • Educação;
  • Política;
  • Cultura;
  • Lazer;
  • Empresariais;
  • Profissionais;
  • Terapias alternativas.

Os diversos formatos citados se destinam a atender uma variedade de público, como quem gosta de ler, quem prefere vídeos, quem tem preferência por apenas ouvir…

Enfim, existem produto de todo tipo para todas as preferências.

O que os produtores da era digital fazem é produzir conteúdo que atenda às demandas dos consumidores da atualidade, buscando que atinjam cada vez mais rapidez, qualidade, sustentabilidade e eficácia na hora de comprar e consumir conteúdo.

Os produtores disponibilizam os conhecimentos que eles possuem sobre algum assunto específico por meio de conteúdo digital que é ofertado na internet, através dos diversos formatos citados.

Nas plataformas de afiliados, os produtores disponibilizam seus produtos para vendas oferecendo comissões aos afiliados sob as vendas realizadas por indicação dos links gerados sobre os produtos.

Como funciona o programa de afiliados

Por meio das plataformas esses produtores obtêm segurança para as operações com o serviço de gerenciamento que elas oferecem, inclusive desvinculando o produtor de ter uma relação com os vendedores afiliados.

Os produtores e afiliados ocupam seus papéis à distância e a plataforma se ocupa de gerenciar os ganhos e as funções de cada um dentro do sistema.

Como já colocado, a função das plataformas é unir aqueles que produzem e querem vender àqueles que desejam apenas vender produtos digitais.

Você deve estar se perguntando: Mas como isso funciona na prática?

Então vamos lá, entender como tudo isso acontece.

O afiliado se cadastra em uma plataforma do programa que lhe fornece links exclusivos para que ele possa então divulgar os produtos digitais.

Cada afiliado tem links exclusivos que remetem qualquer venda gerada a partir deles ao seu cadastro para o qual é lançada a comissão a cada venda realizada.

O objetivo da plataforma vai além de gerenciar cadastros e vendas, ela também tem o papel de estimular e facilitar o trabalho de produtores e afiliados para que vendam bem e claro de facilitar a vida do consumidor na hora de comprar.

Tudo o que possa ser útil e facilitar a vida dos produtores, afiliados e consumidores é pensado nas funcionalidades de uma plataforma de afiliados.

Por exemplo:

  • Visualização dos produtos e informações com praticidade;
  • Formas de pagamento que atendam às diversas necessidades dos consumidores e facilite a transação. Ex. boleto, parcelamento, débito em conta, compra em mais de um cartão de débito ou de crédito, dentre outras.
  • Segurança de dados para produtores, afiliados e consumidores.

O sistema dispõe de forma de pagamento exclusiva, previamente cadastrada pelos afiliados, que precisam ter a garantia de que receberão suas comissões de qualquer venda gerada por seus links.

E isso acontece tanto nacional como internacionalmente, independentemente da forma de pagamento que o consumidor escolher.

As plataformas também utilizam estratégias para fomentar as vendas, dentre as quais estão:

  • Oferta de pacotes a partir das escolhas dos próprios consumidores, oferecendo, por exemplo, produtos correlatos em pacotes com vantagens para o consumidor de acordo com o produto que ele já se interessou ou adquiriu.
  • Bônus ou cupons de descontos por cotas de valores gastos no site.
  • Assistência com acesso direto ao produtor para solucionar dúvidas sobre o produto, dentre outras.

Tudo no sistema é pensado de forma a facilitar as vendas para todos os envolvidos…

O produtor na hora de cadastrar seus produtos e receber pelas vendas deles, o afiliado na hora de divulgar os links e receber pelas vendas geradas e o consumidor na hora de comprar, pagar e receber o produto.

Programa de afiliados realmente vale a pena?

Alguns pontos podem ser destacados para mostrar que sim, tem valido a pena para muitos adeptos, especialmente para aqueles que têm estudado e obtido uma visão do mercado e estão dispostos a realizarem-se através desse sistema de trabalho.

A realidade atual é de ampla publicidade de todo tipo de empresa, profissionais e produtos nos canais de comunicação da internet, só aí já temos um ponto positivo para imaginar que um programa de vendas on line possa obter sucesso.

Os consumidores cada vez mais optam por comprar de quem eles têm mais percepção e pela comodidade de acesso, ou seja, pela internet.

Nesse contexto a compra por impulso acaba sendo uma prática comum.

Ao ver um anúncio de algo que interessa, o cliente se gostar e entender bem, a chance de ele comprar imediatamente é muito maior do que a de ele esperar, pensar para só então voltar a procurar o anúncio para comprar.

Os links dos sistemas de afiliados facilitam essa compra imediata, o cliente geralmente não precisa entrar no site de uma marca ou produtor para poder comprar, os anúncios dos afiliados já direcionam para onde ele deve ir para fechar a compra rapidamente.

Nesse cenário o cliente tem em um clique tudo o que precisa de informações sobre o produto, as opções de pagamento e acesso fácil e rápido aos produtos que queira adquirir.

Ou seja, o sistema de afiliados oferece tudo que o consumidor moderno precisa e quer na hora de comprar.

Outro ponto que vale ressaltar é a facilidade de divulgação nos diversos canais de comunicação de amplo acesso, como:

  • Blogs;
  • Instagram;
  • Facebook;
  • Youtube;
  • Dentre outras.

Ou seja, onde o público consumidor – cada vez mais conectado – se concentra hoje em dia.

Mais adiante falaremos de cada um desses canais mais profundamente…

O fato é que essa diversidade de canais oferece uma ampla possibilidade de formatos tanto para os criadores de produtos digitais criarem os conteúdos para serem comercializados como para a publicidade e divulgação dos afiliados.

O conteúdo em textos, imagens, vídeos, áudios e os mais diversos formatos digitais ou associação deles oferece qualidade e visa atender à diversidade do público virtual.

Tanto os conteúdos, como os anúncios, podem se adequar a todo tipo de público consumidor.

É possível produzir conteúdo nas mais diversas áreas que se possa imaginar, desde uma dona de casa que quer dar dicas para o dia-a-dia, até o mais alto executivo de uma organização que deseja se atualizar sobre gestão ou investimentos.

Ou seja, é um amplo mercado.

Por se tratar de um modelo de serviço relativamente novo, o sistema de afiliados tem chamado a atenção de muita gente, principalmente pelo fato de possibilitar trabalhar por conta própria, administrar o próprio tempo e vislumbrar boa rentabilidade.

Como já dissemos, o sonho de muita gente.

É um mercado em plena expansão e que já gera muita concorrência, porém, as possibilidades de sucesso só dependem da relação: bons produtos x afiliados engajados.

As possibilidades de lucrar e crescer nesse mercado são infinitas.

A qualquer momento é possível entrar e encontrar maneiras de se destacar e conseguir obter muito sucesso, como muita gente já tem conseguido no trabalho de produtor digital ou de afiliado.

Portanto, a resposta para quem quer empreender é:

Sim, o programa de afiliados vale muito a pena.

Basta se preparar e entrar de cabeça!

Confira agora 6 dicas infalíveis que irão te colocar no patamar de sucesso com um programa de afiliados, mesmo começando do zero.

Afiliado ou produtor, qual escolher?

Agora que você já entendeu o que é, quem é quem nesse sistema, como funcionam as plataformas na prática, é preciso saber como se escolhe ser produtor ou afiliado.

Para isso é importante conhecer quais as características e perfil que se adapta a cada um.

De um modo geral o que os produtores precisam ter ou ser:

  1. Devem ser especialistas em algo. O que não quer dizer, necessariamente, que precisam ser mestres, doutores em alguma coisa, mas que devam ter profundo conhecimento sobre algo e que isto gere um conteúdo que possa ser útil para ensinar ou informar a quem queira aprender ou saber mais sobre o que ele sabe tão bem.
  2. Devem gostar de ensinar. Sim, é preciso que haja uma pré-disposição dos produtores em compartilhar o que sabem da melhor forma possível, de forma que quem queira aprender se sinta motivado e acolhido em sua necessidade com o conteúdo que ele produz.
  3. Devem ser empreendedores. Os produtores podem produzir muito mais do que um conteúdo aleatório, eles podem criar uma marca e produzir inúmeros produtos a partir de seus conhecimentos, criar uma autoridade on line em determinado assunto se tornar um grande sucesso.
  4. Devem ser comprometidos com o que fazem. Estarem comprometidos com os resultados que o conteúdo oferece é fundamental para criar autoridade no mercado. Saber que seu produto é capaz de gerar o resultado esperado pelo consumidor e não medir esforços para que isto aconteça, seja por meio da qualidade do que está ofertando ou por meio da assistência ao consumidor para tirar dúvidas e possibilitar o alcance dos resultados.
  5. Devem ser bons gestores. Os produtores além de comprometidos devem saber administrar bem, procurando as melhores formas de ofertar os produtos para alavancar as vendas e a satisfação do público que consome seus produtos, estabelecendo comissões justas e interessantes para atrair os afiliados, considerando custos e rentabilidade que possibilitem a manutenção de sua estrutura de produção, dentre outras habilidades de gestão e controle de seu negócio.
  6. Ser um bom líder de equipe. Na medida em que os produtores digitais avançam e crescem no mercado, criar uma equipe de trabalho que possibilite atender ao volume de vendas que ele passa a ter, em algum momento será inevitável. É muito importante saber conduzir e liderar essa equipe com foco nos resultados.

E quanto aos afiliados?

Como já dissemos, o afiliado não produz nada, ele vende o que outras pessoas produzem.

Por pular a etapa da produção, ele pode direcionar todo o seu foco na divulgação e venda dos produtos, criando estratégias de divulgação nos canais e gerenciando os processos de conversão de divulgação em vendas.

Para isso eles precisam ou devem ter:

  • Conhecimentos e habilidades de vendas on line. E não se trata apenas de conhecer técnicas de persuasão de um vendedor convencional, o vendedor digital deve estudar técnicas de persuasão de vendas específicas para a internet, saber fazer análises de métricas, testes A/B e criar estratégias que tornem sua comercialização rentável, utilizando estratégias de atração orgânica, campanhas pagas em canais com ADS como Google, Instagram, Facebook, Youtube e outras redes sociais e/ou sites anunciantes.
  • Estar sempre atualizados sobre a era digital. Sim, porque para se tornar um especialista em estratégias de marketing digital e vender bem, o afiliado precisa ter curiosidade e estar sempre atualizado sobre o que acontece nesse mercado em constante evolução e renovação.
  • Ser dinâmicos. Um diferencial importante na atuação do afiliado é a capacidade de diversificar a divulgação dos produtos que vai indicar. Enquanto os produtores podem focar apenas em um ou em seus produtos em um único nicho, para o afiliado que deseja crescer nesse negócio é interessante ampliar seu rol de atuação, expandir seu negócio com a oferta de diversos produtos de vários nichos interessantes e para isso deve saber promover vários produtos ao mesmo tempo de acordo com as particularidades de cada tipo de consumidor.

Mas muita calma nessa hora, o ideal é começar aos poucos para fazer um processo de expansão rentável.

A segmentação de nichos é aliada no processo de crescimento desse sistema, falaremos disso com mais detalhes adiante.

Como se vê, seja como produtor ou afiliado, é possível fazer desse sistema um bom negócio, basta que se saiba em qual desses perfis se encaixa melhor e se preparar, estudar para fazer um bom trabalho.

Como ganhar dinheiro como afiliado

Em suma, a forma de ganhar dinheiro como afiliado é divulgando e vendendo produtos digitais.

Isso, a grosso modo, parece ser bem fácil e realmente não é difícil, mas requer algumas habilidades, conhecimentos, esforço e determinação.

A questão é saber onde e como fazer isso para que se tenha sucesso.

As divulgações são feitas por diversos tipos de canais, especialmente blogs, redes sociais e YouTube.

Vamos conhecer um pouco mais sobre cada um desses canais e suas particularidades para o trabalho de afiliado.

Blog para afiliados

A primeira coisa a se pensar quando se trata de divulgar qualquer coisa em um blog é:

Esse blog tem audiência?

Quem vai ver os anúncios?

Para a venda de afiliados funcionar por meio de um blog, ele precisa ter um bom tráfego, ou seja, ele precisa ter visitantes que vão se interessar e comprar.

Porém, o foco direto de um blog não é diretamente vender, é preciso gerar conteúdo e claro, um bom tráfego, para então ter para quem vender.

Algumas dicas ajudam a gerar esse tráfego, tais como:

– Produzir conteúdo focado em público e personas específicas para os produtos digitais que deseja divulgar,

Caso ainda não saiba o que são as personas, não se preocupe, mais adiante vamos explicar tudo sobre elas.

– Focar em informações úteis e relevantes para esse público específico;

– Conhecer as técnicas de SEO e de palavras-chaves para os buscadores, especialmente o Google que é de longe o mais usado;

– Usar as redes sociais para promover o blog: Pinterest, Facebook, Instagram, Youtube, LinkedIn, dentre outras.

– Criar tráfego orgânico para melhorar o tráfego a longo prazo;

– Usar redes colaborativas, de ajuda mútua.

Todas as formas de promover o blog contribuirão para gerar o tráfego e consequentemente maior acesso aos links e banners dos produtos que podem ser disponibilizados em barras laterais ou dentro dos posts do blog.

E a avaliação periódica das estratégias de divulgação e conversão em vendas através do blog é fundamental.

É por meio dessas avaliações que será possível identificar se a divulgação e os resultados estão sendo satisfatórios, em quais estratégias continuar investindo e implementar as mudanças que forem necessárias para alcançar cada vez mais sucesso com as vendas.

Alguns parâmetros importantes para avaliar o blog de afiliados são os seguintes:

– Número de cliques dos links/banners;

– Fonte dos cliques;

– Produtos com maior número de cliques;

– Vendas realizadas;

– Conversão cliques x vendas.

Com essas avaliações já é possível mensurar os produtos que estão despertando maior ou menor interesse ao público do blog. Quais estão rentabilizando mais.

Também é possível identificar que tipo de divulgação tem obtido melhores resultados para o tráfego, o que pode ser mudado para aumentar ainda mais essa audiência.

Portanto, utilizar um blog de afiliados é uma ferramenta que requer implementação, manutenção e avaliação periódica.

O blog pode trazer muitos resultados positivos na medida em que o afiliado identifica tudo o que deve ser mantido e tudo o que deve ser mudado de tempos em tempos e faz essa estrutura de manutenção periódica, ele obtém cada vez mais sucesso em suas estratégias de conversão em vendas.

Redes sociais para afiliados

Você percebeu quantas vezes ao explicar sobre o programa de afiliados já citamos o uso das redes sociais como canais de divulgação?

Sim, elas são ferramentas indispensáveis nesse formato de empreendimento, é quase impossível explicar sobre o programa de afiliados sem citá-las como canal de divulgação.

O marketing de afiliado através das redes sociais é um dos métodos mais eficazes para o sucesso.

Só é preciso saber usá-las de forma adequada, cada uma tem um tipo de público, de linguagem e absorve melhor certo tipo de conteúdo, como o YouTube está para os vídeos assim como o Instagram está para foto + texto curto.

Já o Facebook abrange a maior parte de formatos: imagem + legendas curtas, imagem + textão, vídeos gravados, podcasts, webnar, etc. Mas o Facebook é uma rede mais focada em entretenimento, o uso para divulgação precisa ser feito dentro de uma política interna que eles definem, caso contrário as postagens e até mesmo o usuário podem ser bloqueados.

Não se trata apenas de postar os links aleatoriamente nas redes sociais, é preciso conhecer o mecanismo de funcionamento de cada uma delas e direcionar os anúncios de modo a gerar valor real para seus seguidores, e isto varia de uma para outra.

As principais redes sociais usadas para divulgação de afiliados atualmente são:

  • Instagram;
  • Facebook;
  • Youtube;
  • Twitter;
  • LinkedIn.

O afiliado que deseja ter estratégias de sucesso deve explorar e conhecer ao máximo as funcionalidades de cada uma e o que elas oferecem que pode ser útil para a promoção de seus links.

Associar o uso de algumas delas ou até de todas para quem já entende bem o mecanismo de cada uma e é capaz de criar uma estratégia que considere as particularidades delas, também pode ser uma boa sacada.

O importante, e isto vamos entender melhor mais adiante, é estar nas redes sociais onde esteja a sua persona.

Como a linguagem das redes sociais é de entretenimento e relacionamento, em maior parte, exceto as que já são direcionadas a perfis profissionais e negócios como LinkedIn, por isso pode não ser muito interessante fazer abordagens de vendas diretas.

Assim como no blog, é interessante criar conteúdo que agregue valor ao público e ter o foco em vendas ali como ação secundária.

As postagens que não oferecem valor fazem com que o público perca o interesse no que você tem a dizer, assim qualquer esforço de usar as mídias sociais para promover seu negócio como afiliado irão por água abaixo.

Não mostrar para os usuários de forma imediata o foco em vendas é uma estratégia importante para ter maior sucesso com as redes sociais.

Como os links de afiliados são muito fáceis de identificar, tê-los expostos demais pode fazer com que o público das redes rotule sua imagem a quem só coloca coisas ali no intuito de vender e ganhar dinheiro.

Uma ideia é usar os encurtadores que camuflam os links deixando-os com uma aparência mais limpa.

Hoje você pode fazer isso com facilidade utilizando um dos serviços:

  • Bitly;
  • TinyUrl;
  • cc;
  • gd.

As próprias redes oferecem suporte para divulgações, mas é muito importante se preparar e saber usar para não investir mal, não ter sua conta bloqueada e não dedicar tempo sem possibilidades de retorno.

Ao usar as mídias sociais é importante pensar no conteúdo visual, usar boas imagens, vídeos e textos bem escritos que tenham capacidade de atrair público por conta própria, independentemente do link de afiliado.

As fotos são uma das melhores maneiras de atrair a atenção imediata dos usuários para as postagens nas redes sociais.

Basta fazer um teste pessoal, o que chama a sua atenção prioritariamente quando rola a time line de suas redes?

É a imagem, não é?

Assim também será com seu potencial cliente.

Usar fotos de produtos ou fotos relacionadas aos produtos que anuncia é uma importante estratégia para chamar a atenção do consumidor.

O conteúdo da rede social, assim como o blog, deve oferecer algo de valor para o público e discretamente direcioná-lo para o link de compra. Essa é uma estratégia de persuasão em venda virtual.

O usuário da rede social nunca quer se sentir abordado para comprar diretamente, ainda mais que ele entra nas redes com a intenção de se informar e se divertir.

Mas se ele consumir um conteúdo em texto, vídeo e/ou imagem interessante e a partir dali tiver a oportunidade de comprar algo que seja interessante naquele contexto, ele certamente o fará.

É possível, por meio de um bom conteúdo difundido nas redes sociais, sem um apelo direto para vendas, atrair e conquistar o público certo para os produtos que o afiliado indica.

Esses clientes que comprarem e gostarem passarão a dar sempre atenção ao seu conteúdo e consequentemente para os outros produtos que vier a anunciar.

Além de marcarem e fazerem indicação para outras pessoas que possam se interessar pelo mesmo que eles, fazendo com que sua rede de contatos só cresça e consequentemente suas conversões.

E mais uma vez, avaliar as estratégias periodicamente fará toda a diferença na hora de identificar quais redes estão oferecendo melhor retorno aos seus produtos…

O que pode ser interessante mudar para aumentar o alcance de seus anúncios e melhorar as conversões através das redes sociais.

Dentre outros fatores que devem ser avaliados como:

  • Interação com o público nas redes;
  • Custo x benefício de anúncios pagos nas redes;
  • Taxa de conversão, dentre outras.

Se preparar, estudar sobre as redes sociais, lembrando que todas possuem informações e guias completos para suas funcionalidades, vale a pena.

Mantenha-se ativo, não importa em quais redes você esteja, é preciso interagir, comunicar-se e postar regularmente para manter a atenção do público.

Por isso é necessário ter cuidado para não se sobrecarregar desnecessariamente usando muitas redes sociais ao mesmo tempo.

Mas procurando aquelas que lhe dê realmente resultado, pois fazer malabarismos com todos os tipos de públicos se muitos não vão lhe render nada, é perda de tempo.

Uma dica para o caso de empreendedores cuja persona pode estar em qualquer das redes e é preciso estar em muitas ou todas elas é utilizar ferramentas gratuitas que permitem atualizar todas as redes sociais ao mesmo tempo.

Isso pode ajudar a difundir postagens, mas não dispensará a necessidade de dedicar um tempo para interagir mais de perto com o público em todas elas.

Pode ser bem interessante investir em alguns cursinhos de marketing digital para redes sociais, há muitos gratuitos e oferecidos pelas próprias plataformas do Facebook, Google e Instagram.

Isso, com certeza vai garantir muito mais sucesso a quem deseja empreender nesse seguimento de afiliados usando esses importantes canais.

E-mail marketing para afiliados

O bom e velho correio eletrônico como meio de comunicação ainda tem seu lugar vip ao sol do mundo digital, inclusive e principalmente quando se fala de divulgação.

Sim, acredite, a divulgação por e-mail ainda é uma das mais eficazes, especialmente porque quando você cria uma lista sólida de e-mails de clientes, você vai ofertar produtos para quem já te conhece, mesmo que virtualmente.

Se o cliente se cadastrou e te passou o e-mail, ele já espera que vai receber alguma coisa de você.

A chance de ele dar atenção ao que você está mandando é maior do que a de alguém que nunca ouviu falar em você clicar nos anúncios pelas redes ou blogs, embora as duas coisas tenham que acontecer simultaneamente para que o seu programa de afiliados funcione.

Enquanto as redes sociais direcionam os links de afiliados em anúncios para um público geral, o e-mail marketing faz a estratégia de divulgação para um público já construído, mais direcionado e interessado no que você vende, é seu público interno.

As estratégias de e-mail marketing vão além de divulgar os links e vender, elas podem ser usadas para educar o seu público, subsidiá-lo de informações e conhecimentos sobre os produtos e assuntos relacionados que se converterão em vendas e indicações dos seus produtos.

O e-mail marketing possibilita:

  • Manter uma relação constante com um público específico;
  • Divulgar os artigos do blog; e-books, webinars, dentre outros conteúdos interessantes para esse público específico;
  • Gerar valor à marca ao mesmo tempo em que promove os produtos que deseja vender;
  • Gerar autoridade para o seu negócio, sua imagem e credibilidade junto ao mercado;

Para que as estratégias de e-mail marketing funcionem algumas estratégias precisam ser consideradas, são elas:

  • Entenda, nem que seja um pouco de copywriter;
  • Crie uma sequência de e-mails persuasivos e vencedores segmentados baseados em funil de marketing;
  • Fortaleça o relacionamento com os receptores das mensagens antes de ofertar seus produtos, mas não deixe de fazê-lo no momento certo;
  • Mantenha-se aberto para as respostas, para tirar dúvidas, receber sugestões e críticas;
  • Não faça spam. Não é legal e ninguém gosta e nem dá valor em quem faz;
  • Deixe sempre claro que o receptor da mensagem pode desativar a inscrição e deixar de receber seus conteúdos quando quiser.

Assim sua comunicação será cada vez mais fortalecida com um público que se interessa, confia e quer manter uma relação e comprar de você, ou seja, através de suas indicações.

Quando se usa o e-mail marketing com eficiência o cliente é fidelizado. Cliente fidelizado normalmente se tornam compradores assíduos e/ou indicadores frequentes do seu conteúdo e produto.

Você mais do que um cliente passa a ter um parceiro vendendo para você no ciclo de convivência dele.

E isso é possível por meio da construção de uma relação com o cliente através desse contato mais frequente por e-mail. Um contato que entende e responde às necessidades de um cliente interno.

Bônus: 06 dicas para se dar bem no programa de afiliados

Como pode ver, trabalhar com o sistema de afiliados é prático, é interessante, é rentável, vale a pena, há diversas formas de divulgar e obter bons resultados, mas agora vamos falar das 6 dicas chaves para o sucesso de quem deseja mesmo empreender nesse seguimento.

Defina seu nicho

Como citado nesse artigo, o programa de afiliados contempla variados nichos, porém, como todo mercado é preciso saber em qual ou quais deles investir.

Há nichos que já estão saturados, há os que não são tão explorados por não terem um grande público interessado, há nichos amplos que dificultam uma estratégia de alcance mais eficaz.

Quando se trata de programa de afiliados há nichos de todo jeito e para todas as preferências.

Para conseguir vender mais como afiliado o interessante é inicialmente focar em um ou em alguns nichos, não querer ser muito generalista, principalmente de começo.

Identifique aquele nicho com o qual tenha uma afinidade maior, que suas estratégias pensadas para criar audiência e gerar vendas possam ter mais sucesso.

Procure também inovar, tentar levar novas ideias e soluções que atendam às necessidades das pessoas que consomem de um nicho específico ou alguns deles, para ter um diferencial junto à concorrência.

Na hora de escolher um nicho e optar por produtos para se filiar é tentador optar por aqueles que tenha um valor maior e comissões mais vantajosas, ou que estão em maior evidência / moda, mas nem sempre esses são os melhores para quem está começando.

Esses produtos com mais procura são os que te farão enfrentar maior concorrência com outros afiliados que já estão no mercado a mais tempo e que já possuem uma reputação no mercado.

É claro que tem muito mais afiliados divulgando esses produtos modinha, ou querendo divulgar os mais caros para gerar valores mais altos de comissão com menos trabalho.

Porém, pode ser muito mais interessante trabalhar um pouco mais de início, com outros produtos que exigem mais divulgação e mais vendas para que se tenha uma renda significativa a partir deles, mas que tenha uma concorrência menor e te possibilite melhor conversão.

Os concorrentes a mais tempo no mercado já construíram uma rede de contatos ampla e uma reputação no mercado, por isso pode ser mais interessante para ele focar nesses produtos.

Já para quem vai começar, pode ser bem mais interessante escolher produtos de menor valor, mas com maior oportunidade de vendas de modo que possa ir crescendo aos poucos e não correr o risco de não conseguir vender.

A venda de produtos caros requer mais do que uma reputação construída do afiliado e uma grande rede de contatos, e pode ser um passo mais interessante para o futuro, quando tiver a possibilidade de fazer um bom investimento em publicidade…

Tanto pela competição como pela maior dificuldade de vender pelo preço que restringe mais o público que pode investir nesse tipo de produto.

Optar pelos produtos de menor preço, sem abrir mão da qualidade fará com que o afiliado iniciante consiga entregar mais valor a um número maior de clientes e assim gerar mais audiência.

Consequentemente isso resultará em maior conversão nas vendas e assim construir, aos poucos, sua reputação no mercado e ir crescendo.

Uma vez feito isso, ele já está pronto para desfrutar de sua marca e então investir em outros produtos, aí sim, os mais caros ou em evidência se tornarão interessantes.

O sucesso do empreendedor digital precisa ser pensando no curto e no longo prazo.

No curto prazo é preciso gerar audiência, atrair público e começar a ter rendimentos associados à construção de uma autoridade no mercado ao qual deseja conquistar.

No longo prazo é preciso incrementar produtos e estratégias de investimento que alavanquem sua rentabilidade e o faça crescer no mercado.

Com o tempo, muitas portas se abrem, inclusive a ampliação de nichos e até mesmo as possibilidades de criar produtos próprios ou trabalhar em co-criação com outros produtores.

Muitas oportunidades surgirão no caminho e saber aproveitá-las trará sucesso ao seu negócio como afiliado.

O fato é que a princípio, quanto mais segmentar a sua área de atuação, melhor será a comunicação com um público específico, o que aumenta significativamente as chances de converter divulgações em vendas.

E foque em qualidade, se você tentar promover produtos de baixa qualidade, todo seu empenho em fazer bons anúncios e procurar os canais certos de nada adiantarão, ao invés de construir a sonhada boa reputação, acontecerá o oposto.

Na hora de segmentar seu nicho lembre-se que você terá mais sucesso apoiando e promovendo produto que você ame e realmente acredite.

É muito mais fácil você convencer alguém e impressionar ao apresentar um produto de qualidade dessa forma, do que superficialmente apenas pensando na comissão.

O cliente satisfeito, que sabe que pode confiar no que você vende, estará mais disposto a comprar qualquer coisa que você indique e se você tem um nicho segmentado, terá clientes para muitas outras vendas e indicações dentro daquele perfil da persona.

A maioria dos afiliados que tentam promover o maior número de produtos possível, muitas vezes sem se preocupar com a qualidade deles, e até sem conhecer bem o que vendem, mal sabem que estão prestando um verdadeiro desserviço para si mesmo.

Trabalhe com personas

Por algumas vezes você viu falarmos sobre a persona, que você deve escrever no blog pensando na sua persona, você deve procurar estar nos canais onde sua persona estiver, enfim, tudo parece ser direcionado a essa persona.

Caso você não saiba o que é e quem é essa persona, agora vamos explicar.

A persona é uma pessoa fictícia criada para representar o cliente ideal do seu negócio.

Definir a persona significa saber exatamente quem é o seu comprador.

É importante lembrar que a persona não se refere ao público que consome determinado produto, ela é uma pessoa fictícia, com identidade e características definidas através de pesquisas sobre os perfis de quem costuma comprar o seu produto.

Ao definir a persona, ou seu cliente fictício, o afiliado consegue se aproximar da forma como essa pessoa vive, pensa e consome, são característica que o coloca mais próximo da realidade de seus clientes.

Ao se relacionar com a persona o afiliado passa a entender os objetivos, desejos e necessidades das pessoas que compram seus produtos, como se comportam no mercado e os diferentes tipos de exigências que elas fazem na hora de escolher e optar pelo produto.

Isso torna possível dirigir as estratégias de uma forma mais eficiente.

O conteúdo que você disponibiliza seja como produtor ou afiliado é destinado a uma persona que apesar de fictícia é construída por informações dos seus clientes reais.

Essa relação faz com que as atitudes sejam mais assertivas, ampliando a possibilidade de direcionar bem ao divulgar os produtos para clientes que estarão dispostos a consumi-los, que de fato precisam deles e muitos que inclusive estão buscando por eles.

O afiliado ou produtor de conteúdo que deseja vender, faz tudo pensando em atender à sua persona.

Trabalhe com blogs, YouTube e redes sociais

Já ficou clara a importância dos blogs, das redes sociais, nas quais podemos incluir o YouTube, como canais de divulgação para afiliados, mas vamos reforçar aqui nessa dica bônus.

Tenha um blog para abordar assuntos relacionados aos produtos que você for vender. O blog vai te ajudar a se tornar referência no seu nicho.

A venda em si não pode ser o foco principal desse tipo de canal, acredite, ao cativar uma audiência, gerar um bom tráfego e se tornar uma autoridade em um nicho bem segmentado, você vai vender muito mais.

Distribua conteúdos dirigidos à sua persona por meio do seu blog, disponibilize os links de produtos que atendam à necessidade da sua persona.

Esteja presente nas redes sociais nas quais a sua persona estaria, mesmo que se seja em várias, hoje a partir de um conteúdo é possível fazer uma distribuição entre as redes com certa facilidade.

Mas lembre-se que isso demanda algum tempo, então não exagere, pode não ser necessário estar em todas, mas é fundamental estar onde sua persona está.

É muito importante definir uma estratégia para focar nas redes certas, onde seus anúncios e conteúdos encontrarão seus possíveis clientes e o tempo ali dedicado converta em resultados.

Explorando as redes sociais com sabedoria elas darão bons retornos ao seu marketing de afiliado, pode ter certeza disso.

E por fim, tenha um canal no YouTube, ele tanto quanto o blog é fundamental para te ajudar a criar uma marca, uma autoridade no mercado, além de ser um canal de comunicação bastante requerido pelo público que prefere consumir conteúdo em vídeos.

Os vídeos levam a informação ao cliente de uma forma muito mais rápida e pronta para ser consumida. Em muitos casos acaba sendo mais eficiente do que os conteúdos escritos postado em blogs ou outras redes.

Por isso é importante ter o máximo de opções para alcançar clientes que escolhem obter conteúdo e informação das mais variadas formas.

Na hora de pensar em divulgação em canais, amplie, nunca restrinja, quanto maior o alcance da divulgação, maior a chance de encontrar os interessados e compradores do seu produto, mas é claro que isto quando a conversão em vendas se mostra positiva nas avaliações periódicas.

Tanto quanto um texto de um blog, um vídeo do YouTube também deve ter uma boa colocação nos buscadores, principalmente no Google, o mais usado.

É preciso saber como aplicar as técnicas de SEO e de rankeamento na divulgação de vídeos do seu canal para que ele apareça, vai valer a pena.

Não pense que para ter um canal e postar seus vídeos no YouTube você precisa ser um exímio narrador, ator, fazer cursos de artes cênicas ou comunicação e construir uma estrutura de estúdio digno de uma produtora de cinema.

Nada disso.

Hoje com pouco investimento você consegue ter um produto em vídeo com boa qualidade de imagem e áudio.

Basta ter uma câmera ou celular de boa qualidade, um microfone de lapela, um ambiente tranquilo e um editor de vídeo simples para começar a fazer seus vídeos e disponibilizar para o YouTube e outras redes sociais com conteúdo e divulgação dos seus links.

Quando você usa o blog, o canal de Youtube e as redes sociais com as abordagens corretas, você passa a compreender como conquistar o público de cada canal e passa a ter atenção deles com conteúdo de alta qualidade e interessantes.

Invista em anúncios

Apesar de ter falado no início que uma das vantagens do programa de afiliados é não precisar de investimento, e é, é preciso saber que investir em anúncio é importante para o crescimento do afiliado.

Embora seja possível se cadastrar e iniciar um empreendimento como afiliado a custo zero, se quiser que seu alcance de clientes ultrapasse seu ciclo de amizades, clientes físicos e as visitas orgânicas de um blog, página ou perfil nas redes sociais ou canal do YouTube, investir em anúncios será inevitável.

É importante considerar essa necessidade e se programar financeiramente para isso, sim.

São os anúncios pagos que levarão suas campanhas de divulgação para milhares e milhões de pessoas com muita agilidade e farão com que um bom trabalho se converta em muito mais clientes e vendas e isso é que possibilitará seu empreendimento a crescer.

No Facebook e no Instagram, por exemplo, é fundamental investir em anúncios pagos, para que os anúncios alcancem um grande número de pessoas.

Essas redes trabalham com algoritmos que dificultam o tráfego orgânico. Os posts pagos têm prioridade em relação aos gratuitos e alcançam um número muito maior de pessoas.

Enquanto posts gratuitos podem não ter alcance nenhum ou se limitar a um pequeno percentual de sua lista de amigos ou seguidores, os anúncios pagos rompem as barreiras e podem ser direcionados por tipo de público e localidade a que se pretende difundir para uma quantidade de pessoas que variam conforme o investimento feito.

O que vale a pena saber é que esses anúncios converterão em muitas vendas, normalmente poucas delas já cobrem o valor investido.

Dedique tempo

Sim, não caia na ilusão de achar que ganhar dinheiro como afiliado é ganhar dinheiro fácil, pode ser que encontre alguém por aí vendendo essa ideia, mas isso não existe.

Ganhar dinheiro é quase que sempre fruto de muito trabalho e esforço.

O que o trabalho de afiliados permite é o sonho de muita gente de poder trabalhar e ganhar dinheiro com a internet, mas isso não quer dizer que é fácil e nem que você vai dormir hoje e acordar rico amanhã porque descobriu uma fórmula mágica.

Não é nada disso.

Dedique tempo, esforço e todas as suas habilidades e estratégias com foco em resultados, é essa é a fórmula de fazer com que seu empreendimento digital dê certo.

Trabalhe muito, dedique-se e tenha disciplina com a administração de seu tempo e de seu negócio.

Com a facilidade de poder trabalhar de qualquer lugar, a partir de casa, muitos caem na tentação de procrastinar e não produzem o suficiente, e é por isso que alguns não conseguem obter bons resultados nesse formato de trabalho.

Ter autonomia e liberdade de fazer seus próprios horários, trabalhar ao mesmo tempo em que se diverte porque gosta do que faz, é o sonho de muita gente, mas não quer dizer que não precise ter foco, determinação, esforço e claro, dedicar tempo para aprender, aplicar, empreender, administrar e então usufruir dos bons frutos de um programa de afiliados.

Se você entendeu tudo, está pronto para começar a procurar um bom programa de afiliados e para investir mais tempo nos detalhes, trabalhando na criação de sua audiência.

E aí é só começar a lucrar empreendendo nesse mercado que só cresce no mundo todo.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here