Afinal de contas, o que é o empreendedorismo?!

Muito tem se ouvido falar sobre empreendedorismo e empreendedores. No mercado de trabalho em geral, ter atitudes empreendedoras é uma habilidade valiosa.

E se você deseja abrir seu próprio negócio, ser um bom empreendedor é ainda mais precioso!

Neste post você irá entender absolutamente tudo sobre o empreendedorismo. Nas linhas abaixo, iremos ver conteúdos como:

  1. O que é empreendedorismo: Descubra o que é o empreendedorismo e os diversos tipos e características de empreendedores.
  2. Quais os tipos de empreendedorismo: Conheça todos os tipos de empreendedorismo, do social ao corporativo.
  3. Ideias de empreendedorismo: As melhores ideias para você empreender em 2020.
  4. Empreendedorismo no Brasil: Todos os nuances, benefícios e dificuldades de ser um empreendedor em território Brasileiro.

Então, acompanhe este texto até o final e saiba tudo sobre o que é, tipos, conceito e como ser um bom empreendedor!

O que é empreendedorismo

o-que-é-empreendedorismo

Muitos se perguntam o que é empreendedorismo: A resposta ideal para isso é “O ato de empreender alguma ideia”.

Basicamente, empreendedorismo é a arte de tomar a iniciativa, ter ideias e implementar mudanças positivas a fim de gerar um novo negócio ou melhorar os resultados de uma empresa já existente.

Ou seja, sempre que alguém tem alguma ideia e toma a iniciativa de colocá-la em prática, seja abrindo uma nova empresa ou no local que já trabalha, isso que é empreendedorismo.

Resumindo: empreendedorismo é atitude.

O que é um empreendedor

Como vimos, empreendedorismo é promover mudanças positivas. Criar novas ideias, conceitos, produtos e empresas.

Mas, o que é um empreendedor?

O empreendedor é todo aquele que empreende. Todas as pessoas que agem de acordo com o empreendedorismo são empreendedoras.

Em suma, você não precisa criar uma empresa ou um negócio de sucesso para ser um empreendedor. Basta tomar iniciativa e começar a produzir resultados por conta própria (sem a necessidade de receber ordens).

Se você trabalha no regime CLT (com carteira registrada) isso não lhe impede de ser um empreendedor, da mesma forma que se você estiver abrindo um negócio próprio ou ainda planejando-o, você também já pode se considerar um empreendedor.

Ao contrário do que muita gente pensa, não é preciso ser um executivo de sucesso para se tornar um empreendedor.

Se você quer implementar mudanças, tem ideias de negócios ou de mudanças que a empresa na qual você trabalha pode fazer para melhorar: meus parabéns, você é um empreendedor.

E com isso, tem uma das habilidades mais preciosas do mercado. Novos negócios necessitam de pessoas com esta atitude. Velhas empresas também precisam de funcionários com esta visão.

Agora, se você ainda não é um empreendedor, descubra abaixo as principais características de um empreendedor e saiba como desenvolvê-las para adquirir essa habilidade.

As principais características do empreendedor

Tipos-de-empreendedor

Um bom empreendedor é dotado de diversas características positivas, que o impulsionam a sempre ter as melhores ideias, identificar as melhores oportunidades e com isso gerar os melhores resultados.

Apesar de empreendedores de sucesso possuírem milhares de habilidades, existem 05 pilares fundamentais para esse perfil.

São as principais características de um empreendedor:

01 – Iniciativa

Como vimos acima, empreendedorismo é atitude. E essa atitude é a principal característica de um empreendedor.

Tomar a iniciativa e realizar tarefas enquanto as outras pessoas estão adiando ou com medo de realizá-las é um dos pilares de todo empreendedor de sucesso.

Praticamente todas as pessoas possuem ideias milionárias ou revolucionárias.

Mas, a grande maioria nunca passa da fase das ideias…

Faça um teste e pergunte a qualquer pessoa qual tipo de negócio elas acreditam que renderiam um bom retorno financeiro, impactaria a vida das pessoas ou promoveria mudanças sociais profundas.

Certamente, 80% das pessoas que você já conversou tiveram ideias e soluções brilhantes para problemas de empresas e da sociedade em geral.

Porém, menos de 1% são aquelas que realmente começaram a implementar estas mudanças.

Isso é o que diferencia um empreendedor de uma pessoa comum: sempre que ele tem uma ideia ou descobre na ideia de outra pessoa uma oportunidade ele executa.

Basicamente, o empreendedor é aquele que tira as coisas do papel. Ele não aceita apenas discutir sobre o problema, ele quer a solução em prática e funcionando!

Portanto, se você quer desenvolver essa habilidade basta começar a tirar as coisas do papel.

02 – Capacidade de planejamento

A iniciativa é o primeira pilar de um bom empreendedor, porém se ele tiver somente a iniciativa será sempre um fracasso.

Tirar as ideias do papel é fundamental para começar algo novo. Mas, se você começar algo novo sem planejar seus passos e ações futuras, estará fadado ao fracasso.

Por isso, outro pilar importante de um empreendedor é criar planejamentos para tudo que ele deseja fazer.

Quer montar uma empresa? Planeje quanto você terá de investir, como ela irá funcionar, quantas pessoas serão necessárias e como você irá vender seus produtos ou serviços para os clientes.

Quer promover mudanças dentro do seu local de trabalho? Faça um planejamento com quanto sua empresa terá de investir, o que cada pessoa terá de fazer e qual será o processo para que as mudanças aconteçam e sejam benéficas para a empresa.

Criando planejamentos (e executando) você irá desenvolver sua capacidade de planejamento.

03 – Autoconfiança

Planejar uma ação e colocar em prática boas ideias exige mais que coragem: é preciso autoconfiança.

Justamente por isso, a autoconfiança é uma das principais características de um empreendedor de sucesso.

Confiar em si mesmo é o segredo para tomar uma atitude empreendedora e iniciar um novo projeto que resultará em bons números para um negócio próprio ou de terceiros.

Aprenda a trabalhar sua autoconfiança, com ações afirmativas e melhora de sua própria motivação e você terá desenvolvido uma habilidade poderosa.

04 – Liderança

Nenhum empreendimento vai longe sozinho. Sempre será preciso, com o passar do tempo, envolver mais pessoas no seu projeto.

Por isso, ter um bom espírito de liderança é um dos pilares do sucesso de muitos empreendedores.

Quando você aprende a liderar e motivar as outras pessoas, você começa a formar seu próprio “exército”.

Um exército disposto a comprar e vender a sua ideia para qualquer um.

Portanto, treine sua capacidade de liderar os demais se você quer ser um bom empreendedor.

05 – Perseverança

Poucas coisas dão certo do dia para a noite.

Mesmo com a melhor ideia, um bom planejamento, muita confiança e um forte espírito de liderança: as coisas darão errado.

E é aqui onde os verdadeiros empreendedores se diferenciam daqueles que acham que são empreendedores.

Perseverar em uma ideia, mesmo quando as coisas estão dando errado. Mudar o planejamento, criar novos objetivos e mesmo assim manter a autoconfiança é o que transforma o ser humano comum em um empreendedor bem-sucedido.

Muito tem se falado sobre resiliência. Resiliência nada mais é do que perseverança.

Quando você continua correndo atrás de um objetivo, mesmo quando tudo está dando errado você tem a receita da vitória.

Todos os negócios milionários começaram pequenos, com dificuldades e perseveraram até chegar ao topo.

A dificuldade em desenvolver uma boa resiliência está no tempo, na paciência e na capacidade de se manter motivado diante de qualquer circunstância.

Aprenda a resistir a tentação de desistir e você terá construído uma das principais características de um empreendedor.

E se você já tem todos estes pilares ou acabou de decidir que irá trabalhar duro para cria-los, descubra abaixo qual é o seu perfil de empreendedor.

Tipos de empreendedor

tipos-de-empreendedor

Existem diversos tipos e perfis de empreendedor. E tão importante quanto saber o que é o empreendedorismo é descobrir qual é o seu tipo de empreendedor.

Confira agora uma lista com os 06 tipos de empreendedor e exemplos de empreendedores com estes perfis:

01 – Amador

Esse é o pior tipo de empreendedor, principalmente porque – de fato – ele muita pouca chance de ser um empreendedor de verdade.

O Amador é aquela pessoa que tem milhares de ideias (muito boas, diga-se de passagem) mas que nunca consegue executar nenhuma delas.

Em geral, para estas pessoas faltam o básico: foco, determinação e garra.

Normalmente, esse tipo de empreendedor desiste logo no primeiro obstáculo que surge no caminho e por isso nunca consegue levar nenhum negócio adiante.

Se você está se reconhecendo com este perfil, calma. Ainda existe uma saída para você!

Basta trabalhar seu foco e perseverança.

Ao invés de ter mil ideias, execute apenas 01. Ao invés de abrir 10 negócios, abra apenas um e o faça funcionar de verdade.

Ter muitas ideias é excelente, mas é preciso saber o que fazer com elas. E a primeira coisa que você precisa fazer com este caminhão de ideias é filtrar e selecionar aquelas que são mais fáceis e oferecem melhor retorno o mais rápido possível.

02 – Empreendedor em série

O empreendedor em série é aquele totalmente flexível. Ou seja, ele não precisa atuar somente em um nicho.

Considerado o “cientista” dos empresários, o empreendedor em série é capaz de criar ou assumir qualquer empresa em qualquer nicho e fazê-la gerar resultado.

Basicamente, o empreendedor em série tem como sua principal característica um senso aguçado de liderança.

O ponto fraco deste tipo de empresário é que andam sob constante estresse e precisam sempre estar estudando sobre tudo, principalmente marketing e administração para poder atuar nos diversos setores.

Alguns exemplos de empresários com este perfil, são:

  • Elon Musk;
  • Oprah Winfrey;
  • Marcus Lemonis;
  • Consultores de negócios em geral.

03 – Eclético

O empreendedor eclético é aquele que investe nos mais diversos negócios e gosta de assumir riscos.

Muito parecido com o empreendedor serial, porém ele não costuma dominar o negócio com o qual irá se envolver, completamente.

Basicamente, o empreendedor eclético está mais para um investidor do que um trabalhador de fato.

Geralmente, esse perfil de empreendedor vive da renda dos negócios que é sócio investidor e de vez em quando dá um pitaco ou outro em suas empresas.

É um perfil que, na maioria dos casos, se tornou empreendedor por gostar do estilo de vida livre ou por simplesmente não querer trabalhar para ninguém.

Alguns exemplos de empresários com este perfil, são:

  • Larry Page;
  • Jeff Bezos;
  • Investidores em geral.

04 – Oportunista

Oportunismo é saber tirar proveito de oportunidades.

Apesar de ser uma palavra forte, o empreendedor oportunista não é má pessoa…

Tudo que ele faz é identificar locais, épocas e demandas para criar o negócio perfeito para ganhar algum dinheiro.

Nem sempre estes negócios são duradouros ou acabam se transformando em um império. Geralmente, eles têm um prazo de validade determinado.

O que significa que um empreendedor oportunista tem de estar sempre atento aos movimentos do mercado para identificar as oportunidades e ganhar dinheiro com ela antes que eles não deem mais dinheiro.

Esse perfil precisa gostar de risco e de se aventurar, afinal de contas, como os negócios são geralmente sazonais, nem sempre ele terá uma renda garantida.

Alguns exemplos de empresários com este perfil, são:

  • Warren Buffet;
  • Flávio Augusto;
  • E Jorge Paulo Lemann.

05 – Inovador

O empreendedor inovador é aquele que possui a habilidade de desenvolver novos produtos ou transformar processos e soluções antigas em algo mais eficaz.

Esse tipo de empreendedor está mais focado em fornecer novas soluções do que em criar um negócio em si.

Por isso, esse perfil é muito procurado por empresas. Afinal de contas, costumam ser funcionários de alto rendimento e com muitas ideias benéficas para o futuro da empresa.

O ponto fraco deste tipo de empreendedor é que nem sempre ele fará todas as tarefas que lhe cabem.

Muitas pessoas, o empreendedor inovador precisa delegar as tarefas que impedem sua criatividade ou não lhe pareçam muito atrativa.

De fato, é um perfil difícil de lidar. Costuma chegar atrasado, ter uma boa desculpa para tudo e mesmo assim fornecer resultados como ninguém.

No entanto, empresas que sabem como lidar com esse tipo de empreendedor costumam colher excelentes lucros.

Alguns exemplos de empresários com este perfil, são:

  • Steve Jobs;
  • Bill Gates;
  • Mark Zuckerberg;
  • Steve wozniak.

06 – Herói

E por último, mas não menos importante, nós temos o empreendedor herói.

Esse é o tipo de empreendedor que tem ciência de tudo que acontece ao seu redor, seja na cidade ou no mundo.

O Herói recebe este nome porque seu desejo, de fato, é mudar o mundo e impactar positivamente na sociedade.

Em geral, seus negócios sempre visam a sustentabilidade, meio ambiente e estratégias de impacto social. O lucro, para este tipo de empreendedor, nem sempre está em primeiro lugar.

Apesar de ser uma atitude nobre, são poucos empreendedores heróis que realmente obtém sucesso nos negócios.

Alguns exemplos de empresários de sucesso com este perfil, são:

  • Carl Sagan;
  • Paulo Freire;
  • Gandhi;
  • Jacques Cousteau.

Agora que você já conhece os diversos tipos de empreendedores, é hora de conhecer os tipos de empreendedorismo mais comum e descobrir qual se encaixa melhor com o seu perfil!

Quais os tipos de empreendedorismo

Existem diversos tipos de empreendedorismo no Brasil e no mundo, nas linhas abaixo você irá conhecer como cada um funciona e qual se encaixa melhor no seu perfil.

Mas, antes de começarmos, um aviso: no fim deste artigo você encontrará uma lista com as melhores ideias de empreendimentos para você começar em 2020.

Então, continue lendo!

Público

empreendedorismo-publico

O empreendedorismo público é aquele executado dentro das instituições públicas…

Uma das maiores críticas as empresas públicas é o rendimento dos funcionários e o péssimo atendimento.

Esse problema costuma ser quebrado quando um empreendedor público assume um cargo em uma destas instituições, pois ele chega com ideias inovadoras e dá uma “sacudida” no lugar.

Em geral, para trabalhar com empreendedorismo público você precisa ter uma “alma” de empreendedor e – claro – passar em um concurso público.

Depois disso, basta identificar os erros da instituições e fazer de tudo para que ela obtenha melhores resultados.

O benefício de ser um empreendedor público é que você terá renda garantida e um plano de carreira excelente para continuar crescendo dentro do órgão no qual você ingressou.

Corporativo

empreendedorismo-corporativo

O empreendedorismo corporativo é aquele que acontece dentro de grandes empresas e corporações.

Geralmente, isso parte dos funcionários.

Em geral, os empreendedores corporativos são aqueles funcionários que realmente vestem a camisa da empresa, trabalham como se o negócio fosse seu e fazem de tudo para entregar os melhores resultados.

Naturalmente, isso confere a esse perfil de empreendedor alguns benefícios junto aos donos e diretores destas corporações. Como poder de decisão e boa carreira, por exemplo.

É possível atuar no empreendedorismo corporativo em basicamente todos os setores de uma empresa, desde o operacional ao CEO (presidente).

Basta identificar os erros, propor soluções e entregar grandes resultados. Enfim, é preciso sentir-se parte do negócio para que de fato você seja um bom empreendedor corporativo.

Um excelente case de empreendedorismo corporativo é o que nos conta o Geraldo Rufino neste vídeo incrível.

Cooperado

empreendedorismo-cooperado

O empreendedorismo cooperado (ou cooperativista) é aquele que acontece em conjunto, no formato de cooperativa.

Esse tipo de empreendedorismo visa reunir pessoas com pouco capital e recursos, a fim de fazê-las trabalharem juntas para conseguir bons rendimentos em equipe.

A principal característica do empreendedorismo cooperativista é a forte cultura do trabalho em equipe.

Enquanto no capitalista o empresário visa lucro individual, no cooperativas as pessoas se ajudam para lucrarem juntas!

Esse modelo é perfeito para realizar facilmente projetos que seriam inviáveis para você executar sozinho.

Bons exemplos de empreendedorismo cooperativista são as agroindústrias brasileiras, como a Coopavel e Copacol.

Ambas são líderes de setores e reunindo o poder de centenas de pequenos produtores rurais, fazem o que nenhum deles conseguiria fazer sozinho: faturar mais de 1 bilhão de dólares anualmente, exportando para diversos países e empregando mais de 15 mil pessoas.

Inesperado

empreendedorismo-inesperado

O empreendedorismo inesperado acontece quando a pessoa nem imaginava se tornar empreendedora e, de repente, se vê nesse meio.

Por exemplo, aquele amigo que você convidou para fazer uma sociedade e – de repente – ele começa a estudar tudo e descobrir esse mundo até então inexplorado.

Esse tipo de empreendedorismo também acontece quando a pessoa perde o emprego e se obrigado a criar um negócio para obter alguma fonte de renda, por exemplo.

Informal

empreendedorismo-informal

O empreendedorismo informal é o que mais acontece no Brasil…

Basicamente, trata-se daquele empreendimento que não possui CNPJ, licenças ou alvarás. São pessoas tentando ganhar a vida.

Em geral, esse tipo de empreendimento não garante muito mais do que o básico para sobreviver, porém sempre há espaço para crescimento e com a dose certa de trabalho x estudo x capital é possível transformar em um império.

Hoje, no Brasil, temos milhares de exemplos de negócios de sucesso que começaram através do empreendedorismo informal.

Um bom exemplo disso é o Silvio Santos com o grupo SBT, que iniciou seus trabalhos informalmente como camelô, vendendo produtos que não passaram pelos órgãos reguladores e muito menos pagaram impostos.

Por isso, mesmo que sua ideia de negócio hoje tenha de ser informal, saiba que com trabalho, estudo e algum capital é possível crescer precedentes!

Do Conhecimento

empreendedorismo-do-conhecimento

O empreendedorismo do conhecimento é basicamente todo aquele tipo de empreendimento que tem como principal objetivo o aperfeiçoamento.

Este tipo de empreendedor costuma ler muito, treinar muito e sempre se aperfeiçoar, dominar as técnicas e se tornar referência no mercado.

Em geral, é um tipo de empreendedorismo liberal. Onde a pessoa atua sozinha para se destacar e ganhar dinheiro com consultorias, treinamentos ou produtos atrelados a sua imagem.

Bons exemplos de empreendedorismo do conhecimento são os “gurus” da internet, celebridades, atletas de alta performance e consultores no geral.

Normal

empreendedorismo-normal-tradicional

O empreendedorismo normal é o que podemos chamar de “tradicional”.

Esse é o perfil básico de qualquer empreendimento ou empreendedor, é aquela pessoa que fez a lição de casa, identificou os erros, melhorou onde podia melhorar, estudou o mercado e aplicou em um negócio.

Apesar de não ter nenhum “título” bonito, é o que costuma faturar durante toda uma vida. Dificilmente esse tipo de empreendedor consegue formar impérios…

Mas, por outro lado, ele também possui o perfil com menos risco de falir. Então, dependendo do seu perfil, essa pode ser uma boa saída para viver como um empresário.

Serial

empreendedorismo-serial

O empreendedorismo serial, como vimos um pouco acima corresponde exatamente ao perfil do empreendedor serial.

Esse tipo de profissional nunca se contenta com seu próprio negócio e está sempre criando novas empresas.

Algumas vezes, ele vende uma aqui e abre outra lá. Outra vezes, trabalha em 05 ou 06 no mesmo tempo, sempre buscando criar novas oportunidades de expandir seu faturamento.

Herdeiro

empreendedorismo-herdeiro

O empreendedorismo herdeiro acontece quando a pessoa herda o negócio da família e passa a dirigir completamente a empresa, sem o auxílio dos pais ou fundadores.

Muita gente acredita que o empreendedorismo herdeiro acontece assim que o filho assume o lugar dos pais nos negócios, porém não é sempre assim.

Afinal de contas, se os pais e fundadores do negócio ainda estão vivos é provável que eles continuem dando conselhos e direções para o mais novo empreendedor.

Sendo assim, a transição só acontece de fato quando o novo dono perde completamente o contato com que lhe deixou a herança.

E nesse momento é onde surge uma estatística extremamente ameaçadora: cerca de 60% dos empreendimento herdados chegam à falência.

Isso acontece porque, muitas vezes, o filho não quer ou simplesmente não sabe tocar o negócio como seus pais e acaba tomando decisões erradas que comprometem a empresa.

Por outro lado, a maioria dos negócios de segunda geração (quando não vão a falência) costumam mais que dobrar o faturamento.

Isso ocorre porque estes filhos possuem ideias inovadoras e enxergam o mercado de maneira diferente da que seus pais olhavam para a empresa.

Então, sim, na maioria dos casos os negócios de segunda geração dão muito certo ou muito errado!

Interno

empreendedorismo-interno

O empreendedorismo interno é aquele que ocorre dentro da empresa, basicamente ele é igual ao empreendedorismo corporativo.

Porém, o grande diferencial é que este não precisa ocorrer em uma corporação.

Mesmo que você atue em uma empresa pequena, você pode ser um empreendedor interno vestindo a camisa do CNPJ que lhe emprega e fazendo de tudo para obter os melhores resultados.

O ponto positivo disso é que você irá crescer sem risco financeiros para si mesmo. Ou seja, nada de ônus, só bônus!

Individual

O empreendedorismo individual é reconhecido principalmente pelo cadastro do empreendedor no MEI (Microempreendedor Individual).

Atualmente, o MEI é o menor tipo de empresa no Brasil, com faturamento limitado a R$81.000,00 por ano (uma média de R$6.750,00 por mês).

Por isso, o empreendedorismo individual é o meio de formalização mais comum para aquelas pessoas que atuam como pequenos negócios, como freelancers, costureiras e outros tipos de profissionais liberais.

Franqueado

empreendedorismo-franqueado

O empreendedorismo franqueado é uma excelente opção para aquelas pessoas que não gostam de correr riscos e nem esquentar muito a cabeça.

Nesse tipo de empreendedorismo você receberá um modelo de negócios pronto e tudo que precisa fazer é executar os processos.

Absolutamente tudo na empresa já vem pré-definido, como produtos, preços, uniformes, marca, equipe e etc.

Existem milhares de franquias que são excelentes negócios, como a Havaianas, O Boticário, escolas de idiomas e redes diversas de fast foods.

Por outro lado, esse plano de negócios já pronto e imutável é ao mesmo tempo o ponto forte e fraco deste modelo de empreendedorismo.

Afinal de contas, você não poderá realizar as mudanças que achar necessárias e qualquer alteração, mesmo que seja a de um único produto, precisará passar por uma imensa burocracia e fatalmente será negado no final.

Por isso, se você é o tipo de empreendedor mais criativo e que gosta de ter controle absoluto do seu negócio, esse definitivamente não é o seu melhor plano de negócios.

Social

empreendedorismo-social

No empreendedorismo social, basicamente, o lucro fica em segundo plano.

Esse tipo de empreendedorismo é perfeito justamente para aqueles que possuem o perfil de empreendedores heróis.

Em geral, este modelo de empreendimento é focado em ajudar comunidades e defender causas como as questões de gênero, raça e meio ambiente. Além, é claro, do combate a pobreza.

É uma atitude muito nobre e, geralmente, depende de doação de empresas maiores ou de órgãos do governo para conseguir obter sucesso financeiro.

Definitivamente, não é uma maneira de ficar rico. O empreendedorismo social é uma maneira de ajudar ao próximo e, talvez, ganhar algum dinheiro para viver disso.

Digital

empreendedorismo-digital

O empreendedorismo digital é um conceito novo, que começou a se formar em território brasileiro por volta do ano de 2010.

Basicamente, trata-se de tocar um negócio exclusivamente (ou mais de 70% dele) na internet, através de meios online de comunicação de entrega.

São bons exemplos de empreendedorismo digital as lojas virtuais, cursos online, consultorias digitais e freelancers que executam diversos serviços em sistema homeoffice, como:

  • Redação;
  • Design;
  • Desenvolvimento de sites;
  • Desenvolvimento de sistemas;
  • Programação;
  • Edição de vídeo;
  • Assistente virtual;
  • E muito mais!

Este tipo de empreendedorismo tem se tornado cada vez mais popular devido ao baixo custo para se iniciar um negócio na internet.

Por exemplo, com apenas uma dúzia de produtos e uns trocados no bolso você pode abrir sua própria loja virtual.

Em alguns casos (como no Dropshipping) você nem precisa ter os produtos em mãos!

E por falar nisso, vamos ver a seguir as melhores ideias de empreendedorismo para você aplicar e faturar muito em 2020!

Ideias de empreendedorismo 2020

Abaixo, nossos especialistas em negócios aqui do Portal i9 prepararam para você uma lista com as melhores ideias de empreendedorismo para você aplicar neste ano de 2020.

Antes de começarmos é importante lembrar que não nos responsabilizamos por qualquer perda financeira que você venha ter abrindo seu próprio negócio.

Apenas indicamos boas opções, mas não garantimos o retorno sobre o seu investimento. Afinal de contas, isso dependerá de diversos fatores que não controlamos, como força de vontade, conhecimento e motivação.

Ideias de negócios com pouco dinheiro

ideias-de-negocio-com-pouco-dinheiro

Iniciar um negócio é o objetivo de muitas pessoas, porém que sempre acaba faltando é o tão desejado capital inicial.

Porém, você sabia que existem diversos tipos de negócios que você pode iniciar com pouco ou até mesmo nenhum dinheiro?

Confira agora 05 ideias de empreendedorismo que você pode iniciar ainda hoje e que custam nada ou quase nada:

Crie um Blog

MUITA gente vive exclusivamente de blog, este é um tipo de negócio muito rentável e que você pode faturar com anúncios, com os programas de afiliados e inúmeras outras maneiras.

A boa notícia é que você pode criar blogs gratuitos em diversas plataformas, basta dar um “Google” e encontrar a melhor opção para você.

Mercado de Ações

O mercado de ações é uma das melhores maneiras de ganhar dinheiro com pouco investimento.

Hoje, você pode começar a comprar ações com menos de R$500, com uma pequena gota de sorte e um caminhão tanque de estudo e esforço, é possível transformar esses R$500 em uma verdadeiro fortuna milionária.

Bazar de roupas usadas

Esse modelo de negócio tem se espalhado por todo Brasil e tem muito potencial de lucro, pois fornece algo que as pessoas buscam por um preço menor.

E o melhor de tudo é que você pode começar neste ramo com menos de R$100 e obter lucros imediatos bem superiores a 100%.

Alugar quartos

Aplicativos como o AirBnb lhe permitem alugar aquele quarto extra que você guarda a bagunça para alguém se hospedar por uma noite ou mais e lhe permitirá ter um bom retorno financeiro com isso.

O investimento é baixo e, dependendo da sua localização ou preço, poderá ter hospedes todos os dias.

Doces gourmet

Outra maneira incrível de começar um negócio com pouco dinheiro.

Vender doces e – principalmente – brigadeiro gourmet é uma boa maneira de atuar em um mercado que oferece margens de lucro muito boas, investindo menos de R$100.

Ideias de empreendedorismo feminino

empreendedorismo-feminino

O empreendedorismo feminino tem estado cada vez mais em alta. As mulheres estão conquistando seu espaço na sociedade – e isso é maravilhoso!

Pensando nesse futuro brilhante, com cada vez mais mulheres empreendendo e tendo sucesso, nós separamos uma lista de empreendimentos no qual as mulheres podem atuar:

  • TODOS!

Isso mesmo, se você é mulher pare de procurar qual tipo de empreendimento é o perfeito para o seu gênero…

Você pode e deve ser a empreendedora que bem entender, no ramo que quiser e que acima de tudo lhe faça feliz.

Se sua ideia é atuar com construção civil vá em frente. Se você gosta mesmo é da área de beleza, tudo bem também.

Você pode atuar como quiser, onde quiser e quando quiser!

Ideias de empreendedorismo na enfermagem

ideias-de-negocios-enfermagem

Um setor que vem disparando dentro do empreendedorismo é a enfermagem…

Existe dezenas de opções de negócios que um enfermeiro ou técnico de enfermagem pode atuar e obter bons lucros.

Confira agora 05 ideias de empreendedorismo na enfermagem:

Home Care

Modalidade em que o enfermeiro se desloca até a casa do paciente e faz um acompanhamento durante o dia, noite ou em período integral.

Esse tipo de atuação e chamada também de “cuidador”, que pode ser tanto para idosos, crianças, pessoas em estado pós-operatório ou pós-parto.

Daily Care

Parecido com o Home Care, porém funciona em um modelo diferente, com apenas uma atuação esporádica.

Por exemplo, ir determinado para cobrir um folga, fazer um tratamento, realizar um curativo, aplicar uma vacina ou algo do tipo.

Child Care

Semelhante aos dois primeiros modelos, o Child Care é o enfermeiro especializado em crianças.

Muitos pais não confiam em creches para deixar seus filhos, principalmente aqueles com necessidades especiais, por isso optam por contratar enfermeiros empreendedores para manter os cuidados em casa ou em um espaço reservado e adaptado.

Atendimento corporativo

Essa modalidade de empreendedorismo na enfermagem vem crescendo muito.

Trata-se de enfermeiros que se deslocam até as empresas para prestar atendimentos pontuais e rápidos, como auferir a pressão arterial, glicose e aconselhamento sobre saúde em geral.

Eventos e palestras

O “coaching” da enfermagem.

É o tipo de empreendedor que transmite sua expertise e experiência com outros enfermeiros ou para empresas, instituições públicas ou para a população em geral através de:

  • Palestras;
  • Cursos;
  • Livros;
  • E muito mais.

Ideias de empreendedorismo digital

ideias-de-negocios-digitais

O empreendedorismo digital tem crescido cada vez mais no Brasil e no mundo. Já passa da casa do milhão a quantidade de pessoas – em todo o planeta – que vivem exclusivamente de negócios digitais.

Trabalhar em casa e possuir um negócio exclusivamente virtual já é uma realidade, inclusive no Brasil.

A boa notícia é que esse tipo de empreendimento nem sempre exige um grande aporte financeiro. Aliás, muitas vezes é possível começar com investimento zero, como vimos no caso dos blogs – que falamos no tópico sobre empreendimento com pouco dinheiro.

Agora, você confere mais 05 ideias de empreendedorismo digital para você começar agora e fazer seu negócio na internet sair do papel!

Programa de afiliados

Esse é um dos modelos de empreendedorismo mais utilizados, pois não precisa de nenhum investimento inicial em estoque ou algo do tipo.

Tudo que você precisa é “afiliar-se” a algum produto e divulgá-lo por aí, recebendo comissões por cada venda realizada.

Loja Virtual

Os ecommerces estão em alta.

As pessoas mudaram rapidamente seus hábitos de compra e, anos após ano, o número de vendas em lojas virtuais aumenta.

Sem dúvidas, este é um excelente setor para iniciar seu próprio negócio digital.

Infoproduto

Se você tem algum conhecimento que as pessoas pagariam para ter, você pode transformar isso em um negócio digital.

Criar um curso em vídeo ou até mesmo em texto e vender esse material na internet é uma excelente maneira de começar um empreendimento digital com pouco dinheiro.

Venda de tráfego

Todos estes negócios acima precisam de uma coisa para poder obter lucro e essa coisa é o tráfego de pessoas.

Porém, conseguir tráfego nem sempre é fácil, nesse sentido surgiu a venda de tráfego.

Se você criar páginas ou grupos que possuem bastante seguidores/membros, você pode vender tráfego para diversos tipos de negócios, cobrando por acesso ou valores mensais para divulgação de links.

Freelancer

Tudo citado até aqui exige mão de obra e nessa mão de obra entram redatores, designers, desenvolvedores de sites e afins.

Esses profissionais podem atuar em agências ou como empreendedores freelancers. Ou seja, pessoas que prestam serviços especializados para outros empreendedores digitais.

Ideias de empreendedorismo para jovens

ideias-de-negocios-para-jovens

Ah, a “mocidade”… Uma verdadeira dádiva que nos permite desfrutar da mais ativa criatividade e força de vontade.

Aliás, estes dois são boas colunas do empreendedorismo e por isso o empreendedorismo jovem tem surpreendido o mercado nacional e internacional com ideias inovadoras e que geram muito dinheiro!

Pensando nisso, nós listamos 05 ideias de empreendedorismo para jovens que você, cidadão recém-nascido que ainda não se preocupa com problemas como boletos de água, luz e aluguel pode ser dedicar sem medo:

Apps

Parece clichê, mas um dos melhores empreendimentos para os jovens é a criação de aplicativos que resolvam algum problema dos clientes em potencial.

Aplicativos podem dar muito certo ou muito errado e, geralmente, precisam de algum tempo para que deem certo.

Por isso, investir na criação de aplicativos enquanto ainda se é jovem – não precisa arcar com todos os custos de uma vida adulta – é perfeito para iniciar seu próprio negócio.

Entretenimento

Disposição é a palavra-chave do jovem empreendedor e nada necessita mais disposição, tanto do cliente quanto do empreendedor do que uma empresa de entretenimento.

Por isso, esse tipo de negócio é perfeito para jovens e pode se revelar em forma de clubes de jogos, festas, cervejadas, shows e afins.

Games

Outro assunto bastante fácil para os jovens são os games, por isso investir neles é uma boa opção.

Desenvolver seu próprio jogo ou até mesmo fazer gameplays de jogos costumam render bons resultados financeiros e são perfeitos para um primeira contato com o mundo do empreendedorismo.

Alimentação saudável

O ramo da alimentação saudável está em constante crescimento e fornecer alimentação saudável é uma forma de aproveitar este boom do mercado.

A boa notícia é que você não precisa ser nenhum “chef” para entrar nesse ramo, basta um pequeno investimento e testar receitas que são encontradas facilmente no YouTube.

Franquia

Se você é jovem ainda (amanhã velho será) uma boa opção para começar no empreendedorismo são as franquias, pois elas já vêm com um plano de negócios e marketing totalmente estruturados.

Então, basicamente o que você precisa fazer é gerenciar um negócio já funcional e não criar um do zero.

Ideias de empreendedorismo social

ideias-de-empreendedorismo-social

O empreendedorismo social, como vimos acima, é aquele empreendedorismo que não tem o lucro como objetivo final… mas sim como um meio de manter o projeto de impacto social funcionando.

Apesar de parecer algo difícil de se colocar em prática, existe diversas ideias de empreendedorismo social em pleno funcionamento.

Abaixo, você confere as 03 principais para se inspirar e criar a própria solução para os problemas do seu bairro, cidade, estado, país e até mesmo do mundo!

Gente Transforma

O projeto Gente Transforma é uma empresa social que reúne engenheiros e arquitetos voluntários com moradores de áreas carentes a fim de realizar reformas, pinturas e construção de casas para pessoas em estado de pobreza e vulnerabilidade social.

Juntos, a comunidade carente age suprindo suas próprias necessidades enquanto o projeto sobrevive de doações e pequenas contribuições dos moradores que têm sua casa reformada ou construída.

Santa Cria

O projeto Santa Cria atua com detentas do sistema presidiário brasileiro, ensinando-as as confeccionar roupas, bolsas e outros acessórios com sobras de panos e couro.

Estes produtos são vendidos em uma loja virtual e as detentas recebem parte das vendas com o intuito de criarem um fundo que as ajude a se recolocar na sociedade após deixar a prisão.

Saneamentos Sustentáveis

Este projeto atua em São Paulo, junto a comunidades carentes que ainda não possuem acesso a rede de saneamento básica.

A empreitada consiste em fornecer banheiros químicos com um coletor de resíduos vedado.

Esse coletor é recolhido por um caminhão que o leva até uma usina para ser transformado em biogás, uma importante fonte de energia.

Você quer mudar o mundo?

Então o empreendedorismo social com certeza é o seu destino. Se inspire nestas ideias brilhantes e desenvolva sua própria empresa de impacto social!

Ideias de empreendedorismo na escola

ideias-de-empreendedorismo-na-escola

Como vimos até aqui, o empreendedorismo é algo fundamental e que não promove somente lucro, mas também progresso para toda a humanidade.

Não à toa, milhares de pessoas estão empenhadas em levar os conceitos do empreendedorismo para dentro da escola e fomentar esse “pensar empreendedor” nas crianças, para que se tornem adultos empreendedores.

E para colaborar com essa bela atitude, o Portal i9 traz uma lista com 03 dicas de como fomentar o empreendedorismo dentro das escolas:

Ideal empreendedor

A melhor maneira de desenvolver o sentimento empreendedor nas crianças é despertando as características empreendedoras de cada uma delas.

Para isso, vale incentivar tarefas que despertem os 05 pilares de um bom empreendedor:

  1. Perseverança;
  2. Liderança;
  3. Autoconfiança;
  4. Capacidade de planejamento;
  5. E Iniciativa.

Feiras e exposições

Uma boa opção para fomentar a criatividade dos alunos é criando feiras e exposição de ideias.

Por exemplo, criar uma exposição para que cada aluno tenha ideias de negócios e apresente para pais, professores e outros alunos é uma boa maneira de incentivá-los a desenvolver seu marketing pessoal e criar novas soluções para a humanidade.

Empreendedor por um dia

Algumas escolas têm adotado o “empreendedor por um dia”, que consiste basicamente em uma parceria com diversos empreendedores que se dispõem a passar o dia – na empresa – com um ou dois alunos que o acompanharão durante a rotina dos negócios.

Isso permite que os jovens conheçam e – até mesmo – se apaixonem pela ideia e adrenalina de ter seu próprio negócio.

Ideias de empreendedorismo para idosos

ideias-de-empreendedorismo-para-terceira-idade

O Brasil está envelhecendo…

Durante décadas ouvimos isso sobre a Europa e o quanto a população europeia estava carente de jovens. Mas, nós mesmos estamos começando a engrenar neste mesmo caminho.

A terceira idade corresponde hoje a um amplo número do mercado e eles são os que têm as melhores condições de compra.

Por isso, apostar em serviços e produtos focados nesse público com certeza deve estar dentro da lista de melhores ideias de empreendedorismo 2020.

Confira agora 03 tipos de negócios para idosos que você pode montar e ganhar dinheiro ajudando quem já ajudou tanto outras pessoas!

Agência de viagem

A terceira idade viaja muito mais do que os jovens.

Eles estão aposentados e a maioria passou a vida planejando tudo que irá conhecer e desfrutar quanto se aposentasse.

Por isso, criar ou ser franqueado de uma agência de viagem especializada para pessoas da terceira idade é uma boa oportunidade de negócio.

Serviços de reparo e manutenção

Não adianta, quando a idade vem já não temos mais o mesmo pique de antes.

Nestes momentos, contar com pessoas mais jovens para reparos e manutenções em geral é perfeito.

E por ser perfeito, criar uma empresa que atenda essa demanda do mercado sem dúvidas é uma boa oportunidade para iniciar seu empreendimento.

Lojas Especializadas

Geralmente as lojas de roupas tem um público bem específico, que são as pessoas mais jovens.

Muitas vezes, para os mais maduros não existem muitas opções nestas lojas.

Por isso, um negócio de roupas para a terceira idade – sobretudo as mulheres – é uma excelente ideias que pode render milhões nos próximos anos.

Ideias de empreendedorismo para iniciantes

ideias-de-negocios-para-iniciantes

E por último, mas não menos importante nós temos aqueles que estão começando nesse ramo tão desafiador e recompensante que é o empreendedorismo.

Se você ainda não está 100% confiante na sua habilidade como empreendedor e prefere não arriscar muito no começo, essa lista vai lhe cair como uma luva.

Preparamos 03 ideias de negócios perfeitas para quem ainda é um aprendiz no mundo empreendedor, confira:

Franquias

Olha elas aqui de novo! As franquias, sem dúvidas, são o melhor caminho para quem ainda não tem experiência com o empreendedorismo e o mundo dos negócios em si.

Isso porque as franqueadores oferecem todo o suporte ao franqueado, tirando dúvidas, fornecendo treinamento e – principalmente – um modelo de negócios já testado e validado.

A maioria das empresas quebra com menos de 05 anos de atuação, as franquias geralmente são de empresas que possuem 10 anos ou mais de estrada.

Ou seja, é um modelo que se mostrou eficaz. Logo, suas chances de falir são infinitamente menores, do que se tentasse criar seu próprio negócio do absoluto zero.

Para quem gosta de segurança: as franquias são perfeitas.

Negócios Digitais

Um pouco acima, no tópico sobre ideias de empreendedorismo digital você conheceu alguns modelos de negócios que você pode tocar no mundo digital…

E eles são perfeitos para quem está começando!

Negócios virtuais:

  • Exigem pouco investimento;
  • Podem ser alterados facilmente;
  • Permitem realizar testes sem gastar muito;
  • Muitas vezes nem precisa de um produto para começar a vender.

Ou seja, risco mínimo e com um bom potencial de retorno. Por isso, se você quer começar e colocar suas habilidades empreendedoras em um teste de campo, nada melhor do que o ambiente digital para isso.

Aulas particulares

Dar aulas particulares de inglês, matemática, português, redação ou qualquer outra coisa que pessoas possam estar interessadas em pagar para aprender é uma excelente opção de empreendedorismo para quem está começando.

O principal motivo desse modelo de negócio ser bom é que você não precisa investir praticamente nada, não perde estoque e depende somente de si mesmo para obter resultados.

Mas, o melhor de tudo é que você sequer precisa dar estas aulas presencialmente… É possível e muito corriqueiro que professores particulares atendam via Skype ou plataformas especializadas a alunos do Brasil inteiro!

E por falar em Brasil, nosso próximo tópico é justamente sobre os nuances do empreendedorismo brasileiro e tudo que você vai enfrentar no mundo do empreendedor nacional.

Acompanhe…

Empreendedorismo no Brasil

empreender-no-brasil

Empreender no Brasil tem sido um desafio que muitas pessoas enfrentam nas últimas décadas…

São muitas adversidades pelas quais o empreendedor brasileiro precisa passar para conseguir obter sucesso com a sua empresa.

Nos últimos 03 anos, o Brasil fechou mais empresas do que abriu. Isso significa um recuo no número de empregos e reflete na assombrosa estatística de que mais da metade dos negócios fracassam nos primeiros 05 anos de vida.

Mas, por que nossos números são tão ruins?

É o que responderemos no tópico abaixo.

Quais são as dificuldades do empreendedor brasileiro

Todo empreendedor, brasileiro ou não, enfrenta uma série de problemas para criar e manter sua empresa funcionando.

Porém, o empresário brasileiro possui algumas dificuldades extras… Dentre elas, podemos ressaltar 05 que são cruciais para a maioria das falências que ocorrem em terras brazucas.

  1. Impostos: A alta carga tributária em cima de pequenos e médios empreendedores é algo que muitos empresários apontam como uma das principais causas da falência.
  2. Falta de mão obra: Sim, temos uma enorme massa de pessoas sem emprego. Por outro lado, temos inúmeras vagas esperando pessoas qualificadas há anos. Temos muita mão de obra, mas a maior parte dela não é qualificada para assumir os cargos, principalmente aqueles que envolvem tecnologia.
  3. Capital: Com uma das maiores taxas de juros e um cartel bancário que chega a ser considerado criminoso por alguns economistas, o pequeno e médio empreendedor brasileiro dificilmente consegue acesso a linhas de crédito que realmente o ajudem a desenvolver-se sem acabar com as finanças da empresa.
  4. Instabilidade financeira: De uma hora para outra trocamos de presidente, entramos em uma crise, fazemos um impeachment ou simplesmente subimos o preço de tudo devido a uma ação de algum político importante do governo. Essa instabilidade financeira que tem reinado há décadas impede que o brasileiro invista e consiga honrar seus compromissos de crédito, o que tem levado diversas empresas a fecharem as portas.

Mas, vamos ser sinceros…

Nem tudo é culpa do governo ou de forças exteriores que não temos muito controle.

Empreendedores também cometem erros e abaixo você vai conhecer os piores erros que o empreendedor médio brasileiro costuma cometer.

Erros do empreendedor brasileiro

erros-do-empreendedor-brasileiro

O empreendedor brasileiro precisa fazer malabarismo, enquanto toca gaita e assobiar. Talvez, por isso acabe deixando algumas ações importantes passarem batidas e aí que erros surgem.

O problema é que, muitas vezes, estes erros podem ser fatais para o negócio.

Confira agora os principais erros que a média do empreendedores brasileiros cometem:

Abrir negócio por necessidade

Um dos erros mais corriqueiros entre os brazucas é abrir um negócio por pura necessidade financeira ou simplesmente porque ficou desempregado.

Muitas pessoas pegam o dinheiro do FGTS e outros benefícios que recebem ao sair de uma empresa e investem tudo em um negócio próprio.

O problema é que, nem sempre, essa é uma boa prática.

Esse fundo é usado justamente para que o trabalhador consiga se sustentar até realocar no mercado de trabalho.

Então, quando você investe seu fundo de garantia para abrir um negócio e acaba fazendo besteira, você vai a falência e fica totalmente desprovido para passar o tempo até arrumar um emprego ou fazer o negócio dar certo.

Se você é empregado e deseja se tornar um empreendedor, primeiro considere a opção de ser um intraempreendedor.

Caso este não seja seu perfil, comece a juntar dinheiro para abrir seu negócio. Não dependa do FGTS, seguro desemprego ou qualquer outro benefício para montar sua empresa.

Esse capital será útil para que você sobreviva até o negócio fazer sucesso.

Sem essa reserva, você precisará tirar seu sustento logo no primeiro mês de empresa e – se isso não acontecer (dificilmente acontece) – será impossível honrar compromissos financeiros e, pronto, em menos de 60 dias você faliu e jogou fora anos de trabalho registrado.

Falta de planejamento

Outro erro muito comum é a falta de planejamento.

A pessoa tem uma ideia, não coloca nada no papel e simplesmente sai comprando equipamento, locando espaços e torcendo para tudo dar certo.

Um negócio é 1% sorte e 99% planejamento. Contar somente com a sorte é arriscar todo seu dinheiro, tempo e até mesmo saúde mental em algo que provavelmente vai dar errado.

Por isso, antes de realmente abrir sua empresa, faça um plano de negócios bem estruturado. Isso não blinda seu negócio de falir, mas diminui muito as chances de isso acontecer.

Falta de inovação

Quantas pessoas você conhece que querem abrir ou abriram um foodtruck/hamburgueria para servir hamburguer gourmet?

Nem sei se fabricam mais hamburgueres normais, pois todo mundo vende hambúrguer caseiro/gourmet.

Não me entenda mal, essa ideia era inovadora – alguns anos atrás. Hoje se tornou comum.

Lembra-se lá dos primeiros tópicos onde falamos das características de um bom empreendedor?

Uma delas é a inovação.

Sem essa inovação, simplesmente não há motivos para um cliente deixar de comprar de quem ele já conhece para comprar de você.

Então, só abra uma empresa se você souber exatamente qual é diferencial dela perante os outros concorrentes.

Responda essa pergunta, antes de abrir seu negócio: por que as pessoas deixariam de comprar de quem elas já conhecem para comprar com você?

Esquecer do marketing

Os empreendedores brasileiros possuem uma série dificuldade quanto o assunto é marketing. A grande maioria pensa que não há necessidade de gastar dinheiro com marqueteiros.

“Eu posso ter ideias”.

Sim, de fato todo mundo pode. Mas, elas estão funcionando? Seu mercadinho já se tornou uma multinacional com escritórios em Los Angeles?

Provavelmente não, já aquelas empresas que investem verdadeiras fortunas em marketing sim.

Não estou dizendo para colocar todo seu capital nisso, mas dedicar algo entre 10% e 20% é um bom começo.

Empresas de renome como o Subway, por exemplo, destinam 15% de seu faturamento para o Marketing.

O conceito é simples e com certeza você já conhece: quem não é visto não é lembrado.

O que é empreendedorismo – Conclusão

Pois bem chegamos ao fim deste guia formidável sobre o que é o empreendedorismo.

Nas linhas acima você entendeu cada conceito, cada ideia e cada tipo de empreendedorismo que predomina no Brasil e no mundo.

Se identificou com o que leu e quer fazer isso da vida? Perfeito, nós temos uma série de posts ricos em informações que vão lhe ajudar nessa empreitada.

Não gostou muito? Tudo bem também, temos absoluta certeza de que você irá gostar dos nossos tópicos sobre finanças.

Cuidar das finanças – diferente do empreendedorismo – não depende de gosto e sim de organização!

E claro, não esqueça de deixar seu comentário sobre qual é o seu tipo de empreendedor, quais as suas ideias para novos negócios e qual tipo de empreendimento você pretende criar…

Estamos ansiosos por receber suas considerações, dúvidas e sugestões para novos conteúdos.

2 COMMENTS

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here